terça-feira, 9 de novembro de 2010

Viscondes sucumbem, galinhas descem na classificação

Notícia da noite: o Vitória de Guimarães, o único clube capaz de "empatar" o FCP de Vilas-Boas, venceu por 3-2 em Alvalade e já está no 2º lugar da Liga Portuguesa, por troca com quem vocês sabem muito bem quem.

O Sbordem enterrou-se mais uma vez, depois de estar a ganhar por 2 ao intervalo, e cheira-me que o Paulo Sérgio só resiste mais um jogo ou dois ao leme daquela equipa: o próximo encontro é em Coimbra (um adversário directo dos lagartos...) e o seguinte com o FCP, em Alvalade.

Entretanto, o jornal oficioso do clube do 3º classificado publica uma reportagem subordinada à frase de Luís Filipe Vieira "Em Angola sentimo-nos em casa". Eu acrescentaria: "Longe do norte e daqueles gajos que nos humilham". Escusado será dizer que esta reportagem só fala do futuro, da importância de ter sido um jogador nascido em Angola "quem levantou pela primeira vez a Taça dos Campeões pelo SLB" e outras preciosidades do baú empoeirado das relíquias galináceas.

Não resisto a reproduzir, com os meus agradecimentos pela indicação ao van d'Alho, a versão vermelhusca do que ontem se passou no Dragão, segundo o site oficial do "coiso":

07/11/2010 FUTEBOL
10.ª jornada
Noite infeliz

O Benfica perdeu este domingo com o FC Porto por 5-0, em encontro da 10.ª jornada da Liga portuguesa. Foi uma noite infeliz dos “encarnados”, no entanto, nada está perdido em relação às contas do título.
Comentário do POBO: apenas "infeliz" (não chegamos aos 6) e "nada está perdido", excepto a bazófia, a arrogância e a dignidade de quem não tem a noção do ridículo.

A equipa de Jorge Jesus entrou bem no encontro frente ao FC Porto, pressionando a toda a largura do campo. O primeiro remate pertenceu mesmo ao Benfica, numa tentativa do médio Carlos Martins (9’). Comentário do POBO: ena, o primeiro remate - saiu quase 4 metros ao lado mas, porra, foi um remate e lá na terra deles, que é para aprenderem quem manda!

Na primeira jogada que realizou no encontro, o adversário colocou-se na frente do marcador. O golo foi marcado por Varela (11’). Comentário do POBO: gajos lixados - na primeira jogada, pumba, marcaram um golo; importante mesmo foi fazer o primeiro remate, mesmo que para longe da baliza...

O Benfica incomodou a baliza de Helton num cabeceamento de Javi Garcia (17’), mas foi novamente penalizado numa jogada construída pelo lado direito do ataque do FC Porto. Falcao foi o autor do tento (24’). Comentário do POBO: o SLB "incomodou" e notou-se que o Hélton ficou muito chateado; coçou, coçou e comichão não passava - aqueles tipos vieram cheios de pulgas lá de baixo. E, claro, uns "incomodam" e outros "penalizam". 0-2 em incómodos a favor do Benfica.

O Benfica não baixou os braços e Pablo Aimar rematou para defesa do guarda-redes brasileiro (27’). Comentário do POBO: tanto que não baixaram os braços que até meteram as mãos à bola dentro da área, mas isso não interessa, não é?!...

Sem ter claramente a sorte do seu lado, a equipa da Luz sofreu o terceiro tento no minuto seguinte. Falcao apontou o golo da formação da casa. Comentário do POBO: deixa ver se a malta percebe isto - um ataque e PIMBA; um incómodo e são penalizados com o segundo PIMBA; para piorar a cena, a sorte foi-se embora e PIMBA. Só acasos, só maldades - já vi histórias mais maniqueístas do que esta mas eram para crianças com menos de 6 anos.

Tal como tinha acontecido na primeira parte, o Benfica entrou melhor no início do segundo tempo. David Luiz, aos 60 minutos, rematou com muito perigo no interior da área contrária, mas Helton travou o remate. Comentário do POBO: entraram tão bem que demoraram mais 15 minutos para fazer um remate com perigo.

A equipa “encarnada” viu depois Luisão ser expulso (65’), o que dificultou a recuperação no marcador. Numa grande penalidade forçada, o adversário ampliou o resultado para 4-0. Hulk marcou aos 80 minutos. Comentário do POBO: eles estavam quase, quase a recuperar, apesar de só terem feito um remate digno desse nome, mas o Luisão foi expulso (por razões que pelos vistos ninguém conhece lá na redacção) e, PIMBA um penalty tão forçado, tão forçado, que não há imagem nenhuma que consiga ocultar o derrube do Rod Stewart das Caxinas ao Hulk.

Num remate de longe de Aimar, o Benfica esteve perto de reduzir aos 88 minutos. No final do desafio, Hulk fez o resultado final (90’). Comentário do POBO: mais uma vez, quando eles estavam prestes a reduzir, assim sem mais nem menos e contra a corrente do jogo, que só dava Benfica, PIMBA, os #$"&% fizeram mais um golo - o mundo é cruel!

Apesar deste resultado, o Benfica continua na luta pelo título nacional. É preciso lembrar que só foram disputadas 10 jornadas, pelo que há ainda muito campeonato pela frente. Comentário do POBO: "é preciso lembrar" porque eles ainda só tinham dito isso uma vez neste sucinto relato. A luta continua, por qual título nacional não interessa explicar: deve ser o título nacional da 2ª Circular (é como na NBA, ganham o campeonato lá de casa e são "world champions").

6 comentários:

guardabel disse...

Ah Ah Ah Estás imparável! Carrega, poncio!

Ribeiro DeepBlue disse...

E eu que pensava que o Gosma da Silva a comentar arbitragens era hilariante e leio este texto!!!
Excelente.

Luís disse...

kakakakakakaka muito bom...
5audações Porti5ta5

miguel_canada disse...

Porra, já não me ria assim há muito tempo, Pôncio.
Fantástico.

O "resumo" ao jogo é obviamente patético e hilariante mas pelo menos é o "resumo" do site dos gajos.
O que me incanita são "resumos" destes nos chamados jornais nacionais.

FL disse...

Incrivel este texto! estes gajos vivem mesmo da mentira é só atirar areia para os olhos da galinhada. coitados metem pena . LOL

cian disse...

estava mesmo para ver o que eles tinham dito no site, felizmente não vi, esta edição à pobo do norte está bem melhor, boa posta poncio, estás a dar uma abada ao GuardaDDD