quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O clube Portugal voltou hoje

Já não me entusiasmava assim com a selecção há muito tempo. Que grande jogo fizemos frente ao campeão mundial! A raça de Pepe, a magia de Ronaldo, a geometria de Moutinho! Que jogão! Até Hélder Postiga se disfarçou, e bem, de goleador nato! Parabéns, Paulo Bento! Onde andava esta selecção há uns meses atrás?

14 comentários:

cian disse...

não concordo nada com este post Guarda, parece que caiste na canção de embalar dos nossos comentadores de hoje, "show de bola" "magia de futebol", mas este jogo contou para alguma coisa?
houve ou não houve erros da nossa parte? individualismos do Nani e do Hugo Almeida(para mim o pior avançado de Portugal de que há memória)
e o mais importante de tudo, uma Espanha que jogou zero.

Então eu faço uma pergunta, quando o Porto ganhou 5-0 ao Benfica numa exibição de luxo onde podia ter dado 10, a desculpa foram os erros do Benfica, agora Portugal dá 4-0 podendo dar mais, e a Espanha não fez erros, não jogou num ritmo passivo, Portugal é que foi um monumento! aonde é que está a lógica disto?
Disse Del Bosque que nunca tinham jogado tão mal, vi uma Espanha a jogar como se fosse um treino, assim que puxou um bocadinho pelo o jogo a nossa equipa ia-se abaixo, epa Guarda tudo bem que um gajo pode beber umas minis durante a semana mas agora o Paulo Bento é um génio? não estão outra vez a tapar a merda que fizeram antes, com resultados para enganar papalvos?
Mas alguém quer um Mundial em Portugal que começa e acaba em Espanha?
Onde estão os valores deste país que cada vez mais bate no fundo.
Foi uma goleada para pessoas que não sabem o que é o futebol realmente.
Ao menos nós contra o Benfica ganhámos 3 pontos, o que é que ganhou Portugal com isto?
Tenham vergonha...

sardonicus disse...

É um facto... Todos estiveram excelentes. Bem, menos um... Alguém me consegue explicar porque é que o Danny continua a ser chamado à selecção? Será algum lobby russo?

HOOLIGAN disse...

Onde andava esta selecção há uns meses atrás? Na co** da mãe do outro!.........
Que o nosso PC tenham visto bem o jogo de ontem e nunca se lembre de outro "professor" para o nosso banco quando o que lá está passar para o...INTER.

André Pinto disse...

Hooligan:

Sossega. Villas Boas não vai tão cedo para o Inter. Ele não é burro. Algo me diz que a ambição do rapaz é dar o salto quando tiver sólidos pergaminhos internacionais. Uma Supertaça nas mãos não é nada. Se ele saísse agora para o Inter e desse barraca, podia dar cabo das suas pretensões a uma carreira internacional. E a probabilidade de dar barraca seriam enormes, tendo em conta o estado actual do Inter.

Cian, estou parcialmente de acordo contigo. Parcialmente, porque acho que, mesmo jogando a Espanha na sua máxima intensidade, Portugal ganharia. Não seria por goleada, certo. No entanto, é injusto da tua parte não reconheceres óbvias melhorias que Paulo Bento veio introduzir na selecção:

1) Agora há um trinco de raíz, em vez de um Pepe inventado. Chama-se Raul Meireles.

2) O meio campo é tão sólido do ponto de vista defensivo, como o é a distribuir jogo. Com Queirós, não havia 10. Era o Tiago, um destruidor de jogo, a fingir de criativo. Não havia Moutinho, nem Martins.

3) A defesa sobe com regularidade e compensa as subidas de forma rápida. Defende-se em antecipação, com os centrais lendo as desmarcações dos adversários. Com Queirós defendia-se na expectativa, com uma linha defensiva a responder depois de as coisas acontecerem.

4) Os jogadores comunicam e, por vezes, parecem conhecer de ginjeira os movimentos típicos dos seus colegas. Com Queirós, era fazer a bola passar por cima do meio campo e fé nos poucos que lá estavam à frente.

5) Finalmente, CR é um jogador integrado, que apoia e é apoiado nos movimentos de ataque. Com Queirós, estava sozinho, lá bem longe do resto dos colegas, acantonados à entrada da própria grande área, tendo de lutar sozinho contra vários defesas para ganhar as inúmeras solicitações em balão que lhe faziam.

6) Nunca mais vi Ricardo Costa.

Em suma, apesar de não gostar de Paulo Bento como treinador, é preciso reconhecer que está a fazer um bom trabalho. Está a optar pelo óbvio, por aquilo que é evidente para qualquer pessoa. Queirós é demasiado diplomático e fez várias asneiras para cair nas boas graças dos adeptos (e.g. convocar Ruben Amorim e deixar Moutinho, ficando refém de Deco) Podem dizer-me que isso é muito pouco, o de fazer as equipas e as estratégias seguindo meramente o sentido comum. Mas o homem tem sentido comum. E no futebol, isso é muito. Às vezes, é mesmo tudo o que faz falta para se vencer.

André Pinto disse...

Hooligan:

Sossega. Villas Boas não vai tão cedo para o Inter. Ele não é burro. Algo me diz que a ambição do rapaz é dar o salto quando tiver sólidos pergaminhos internacionais. Uma Supertaça nas mãos não é nada. Se ele saísse agora para o Inter e desse barraca, podia dar cabo das suas pretensões a uma carreira internacional. E a probabilidade de dar barraca seriam enormes, tendo em conta o estado actual do Inter.

Cian, estou parcialmente de acordo contigo. Parcialmente, porque acho que, mesmo jogando a Espanha na sua máxima intensidade, Portugal ganharia. Não seria por goleada, certo. No entanto, é injusto da tua parte não reconheceres óbvias melhorias que Paulo Bento veio introduzir na selecção:

1) Agora há um trinco de raíz, em vez de um Pepe inventado. Chama-se Raul Meireles.

2) O meio campo é tão sólido do ponto de vista defensivo, como o é a distribuir jogo. Com Queirós, não havia 10. Era o Tiago, um destruidor de jogo, a fingir de criativo. Não havia Moutinho, nem Martins.

3) A defesa sobe com regularidade e compensa as subidas de forma rápida. Defende-se em antecipação, com os centrais lendo as desmarcações dos adversários. Com Queirós defendia-se na expectativa, com uma linha defensiva a responder depois de as coisas acontecerem.

4) Os jogadores comunicam e, por vezes, parecem conhecer de ginjeira os movimentos típicos dos seus colegas. Com Queirós, era fazer a bola passar por cima do meio campo e fé nos poucos que lá estavam à frente.

5) Finalmente, CR é um jogador integrado, que apoia e é apoiado nos movimentos de ataque. Com Queirós, estava sozinho, lá bem longe do resto dos colegas, acantonados à entrada da própria grande área, tendo de lutar sozinho contra vários defesas para ganhar as inúmeras solicitações em balão que lhe faziam.

6) Nunca mais vi Ricardo Costa.

Em suma, apesar de não gostar de Paulo Bento como treinador, é preciso reconhecer que está a fazer um bom trabalho. Está a optar pelo óbvio, por aquilo que é evidente para qualquer pessoa. Queirós é demasiado diplomático e fez várias asneiras para cair nas boas graças dos adeptos (e.g. convocar Ruben Amorim e deixar Moutinho, ficando refém de Deco) Podem dizer-me que isso é muito pouco, o de fazer as equipas e as estratégias seguindo meramente o sentido comum. Mas o homem tem sentido comum. E no futebol, isso é muito. Às vezes, é mesmo tudo o que faz falta para se vencer.

dragaovenenoso disse...

Se a Espanha jogou pouco, Portugal não tem culpa. O que ficou registado foi 4 na bolha. Se é ou não a feijões, o que fica para a história é que a selecção campeã mundial e europeia em título apanhou 4. E não apanhou 5 porque o árbitro descobriu um fora-de-jogo no golo anulado ao Cristiano,- que diga-se de passagem - é um GRANDE golo.

E também não se pode ser sempre do contra. Os comunistas é que são e chegam a ser ridículos com os argumentos que apresentam.

Portistas até ao fim, mas a pensar pela nossa cabeça, não a seguir alguma doutrina.

cian disse...

Kostadinov(André Pinto) sim, tens razão, tenho de reconhecer que vocês andaram todos a beber superbock até cairem pró lado na quarta feira, aindam devem estar de ressaca cá esperarei para comentários mais sóbrios, então vamos lá:

Ricardo Costa- não foi tão mau como se diz no mundial, o golo de Vila é em fora-de-jogo(único erro que o vi fazer nos dois últimos jogos, um dos quais frente ao Brasil em que secou completamente o lado esquerdo do ataque dos canarinhos)

Que eu saiba Raul Meireles foi um dos melhores jogadores no Mundial, Moutinho não foi convocado porque tinha estado ao serviço do Cbordeing, e não tinha feito nada que merecesse a sua chamada à selecção, aliás Moutinho fez a sua melhor exibição de que há memória na quarta-feira frente à Espanha, algo que tem vindo a melhorar desde que chegou ao Dragão, por isso a sua chamada por Carlos Queiroz seria escusada visto que ainda não sabia jogar no Cbordeing, Carlos Martins é outro que acordou esta época, Tiago é um grande jogador não acho que destrua jogo, ou seja, a situação não era tão boa há uns meses atrás para a selecção, mas também não é por aí que acho que a selecção falhou, então sigamos o raciocinio:

Cristiano- Jogou o que jogou porque desta vez Nani estava em campo e deu-lhe mais liberdade, jogar contra Ronaldo não é o mesmo que jogar contra Ronaldo e Nani, e digo mais, pelo que vi, prefiro o Quaresma e o Varela que os outros dois juntos, desta vez Cristiano estava em dia sim, reparemos bem, num dia em que não havia PRESSÃO...!? ou seja, mundial, quartos de final, Cristiano ZERO, caralhadas e cuspidelas para o ar e mau perder deitando culpas para o treinador... num dia sim, amigável onde nada se ganha a não ser areia para os olhos dos adeptos, gaba-se do treinador e dos processos simples, sim porque para um jogador como ele têm de ser processos simples, e não sei o que dizer de Nani, parece que em Manchester fazem os jogadores mais burros do que quando foram para lá, ambos os comentários no fim do jogo eram de jogadores que pareciam ter levado duas marretadas na cabeça e ingerido cocaina para irem para a night! completamente diferente o respeito e humildade de outros dois jogadores, Moutinho e Carvalho.

depois, com João Pereira numa forma fantástica e Bosingwa a voltar aos grandes jogos, não houve problemas nenhuns nas laterais.

dizer que isto tem alguma coisa haver com o Bentania é como dizer que o Jesus foi um justo campeão o ano passado, sem Hulk todos são justos campeões.

cian disse...

depois Postiga e Almeida são a pior invenção que temos lá na frente, até o João Tomás fazia melhor, não havera nenhum puto nos juvenis do Porto que tenha genica para avançado? é que qualquer avançado Português tira estes cepos da selecção.
Já vimos o Postiga a fazer das dele e depois embalar em vários anos a passear nos relvados, ainda alguém acredita nele? (parece-me o novo Nuno Gomes da selecção, nao faz nada, vai à selecção pelo nome e passado, e depois lá marca um ou outro golo decisivo e dizem que é um grande avançado, prefiro estabilidade, não riscos hipotéticos, ou crenças supersticiosas)

O que mais me irrita nisto tudo, é dizerem agora que temos equipa, que Portugal pode sonhar com tudo, que somos os maiores, mas ainda não percebemos que sempre foi esse o nosso erro? essa infantilidade amadora de opinião, esse orgulho de cabeçudos que não têm o país em ordem e querem o mundo, alguém viu as notícias dadas aqui dentro(Portugal) e lá fora(resto do mundo) sobre o jogo amigável entre a Espanha? a censura continua nestes tempos modernos de democradura, criamos autênticos papagaios de opinião pública que infectam os nossos cidadãos com mentiras que só eles querem ver.
Ok, eu paro, aqui ficam apenas alguns links:

http://www.elmundo.es/elmundodeporte/2010/11/18/futbol/1290035579.html?a=3fbbfe4da12301656293e13eab659e3f&t=1290048230&numero=

http://www.elmundo.es/elmundodeporte/debate/2010/11/2228/prevotaciones2228.html

depois têm a crónica do Portogal (blog portista)

procurem vocês por mais, porque não tenho tempo nem paciencia para andar a pregar aos peixinhos, só digo, os mesmos que elogiam e fazem a selecção do tamanho do sistema solar, são os mesmos que fariam o Benfica do tamanho da via láctea se o resultado no dragão tivesse sido ao contrário, este país está na merda quando os críticos não sabem ver futebol e vêem o que querem, porque não é só na bola que nós portugueses sofremos isso, é na política, é na educação, na cultura, queremos lá saber de regras, se conta para alguma coisa o jogo, se tinhamos o Nani, o João Pereira, o Bosingwa e o Moutinho no mundial ou não, ganhámos e isso é que interessa, e foi vingança porque queremos que seja, ainda que a Espanha olhe para o lado e continue como se não fosse nada, como se fosse uma brincadeira, mas nós somos os maiores, mas então não se viu no golo do Ronaldo? até um cego viu que nós somos os maiores!

Estou farto deste pequenismo do meu país, dos comentários mongoloides do Cristiano Ronaldo no fim dos jogos que todos adoram como se ele resolvesse o problema do défice quando abre a boca(quando não escarra) ou quando faz uma finta que não resulta em nada, mas que todos dizem ser um momento mágico de futebol.
estou farto dos discursos falaciosos do Paulo Bento, quando diz que deve se dar o mérito a quem o tem e nunca deu mérito ao Porto sempre que este lhe enrabou quando andava no Cbordeing a falar mal de árbitros e de mãozinhas e depois elogiava as arbitragens quando estas nos roubavam taças com mãozinhas do Tonel e companhia.
Quem é o Paulo Bento para falar de mérito devido? fez apenas dois jogos oficiais na selecção e já canta de galo?
Kosta, claro que Portugal ganharia o jogo na quarta desse por onde desse, nunca disse o contrário, agora fazer a nossa selecção a melhor do mundo, elogiar os jogadores como se fossem deuses, dizer que Paulo Bento mudou tudo o que tinha sido feito por Queiroz, e iludir milhões e milhões de portugueses com a história da carochinha, de que agora é que vamos ser campeões do mundo, europa e arredores, é mesmo de quem gosta de levar com a palmatória no rabinho e depois vir para a rua queixar-se que lhe dão com muita força, mas deixem estar, mandam-se vir mais umas imperiais e isto passa.

André Pinto disse...

Cian, está bem. É uma crítica que até aceito. Mas continuo a dizer que Portugal me parece melhor.

Acho que não entendes o que quer dizer "destruidor" de jogo. É a forma que a gíria tem para designar o médio mais defensivo. Tiago é um jogador de missão sobretudo defensiva, ainda que chegue muitas vezes numa segunda vaga à entrada da grande área para finalizar. Durante o mundial, depois de se ter afastado Deco, Tiago era o único médio disponível para fazer as vezes de "playmaker". Eu gosto de Tiago, mas não o queria ver à baliza.

O golo de Villa é em fora-de-jogo, mas aceita-se porque é por muito, muito pouco. Dizeres que o Ricardo Costa não é assim tão mau.... parece-me que não fui eu que andei nos copos, pá. A forma como ele se deixou papar pelo Villa fez-me lembrar certa final da Taça UEFA, em que se deixou papar duas vezes por um tal de Larsson. Aliás, os encavanços de Ricardo Costa já assumem contorno épicos.

cian disse...

ok, veremo o que este Portugal fará, tens razão em relação ao Tiago, estava a confundir o que dizias, realmente o Moutinho é muito melhor playmaker do k ele, quanto ao Ricardo Costa mantenho a minha opinião, tb o critiquei quando andava no Porto e nunca gostei dele, mas nesses jogos da selecção surpreendeu-me, vai ver o jogo outra vez e depois conta-me os erros que fez, quanto ao fora-de-jogo aceita-se como tudo na vida que o árbitro assinala, esperemos então...

cian disse...

ah, e convem relembrar que neste brilhante jogo, o capitão de Portugal por causa de um golo mal anulado, mas que se aceita(visto Nani ter intervido na jogada, e pelo auxiliar é dificil ajuizar se está ou não fora-de-jogo no momento do passe/remate), o Capitão tira a braçadeira e atira-a para o chão, depois ainda diz que teve pena por não ter acertado num jogador da Espanha, mas o que é isto? como podemos fechar os olhos a este comportamento? que puto mimado é este que nos chupa o dinheiro e ainda não ganhou nada com a selecção? e mesmo que ganhasse não teria direito a este tipo de comportamento.
Alguém falou aqui de comunismo, ora isto parece-me mas é a monarquia, onde os principes e os reis, faziam o que queriam, tinham as suas putas, diziam as maiores asneiras, faziam as maiores barbaridades, e ainda eram aplaudidos, que grande mudança para os tempos de hoje...
Só falta darem um cognome ao Ronaldo, tipo "O Chupeta"

Ribeiro DeepBlue disse...

Eh pá! Que zizania que aqui vai. Normalmente irmanados pelos êxitos do nosso clube, é preciso vir aquela coisa que não interessa a ninguém chamada "selecção nacional" para criar opiniões contrárias entre Portistas.
Olhem, e que tal falarmos de coisas realmente importantes:
Fucile ou Emídio Rafael?

cian disse...

Emídio, guarda-se o Fucile para o Sporting.

André Pinto disse...

Cian: o Nani errou em ser guloso, mas o golo é perfeitamente legal. Piquet (ou Busquets, já não me lembro) está estendido no chão dois metros à frente, colocando Nani perfeitamente em jogo. Este é um erro grave.

Ribeiro, até ver, prefiro Fucile, mas o nosso treinador diz que o Rafa está em melhor forma. Villas Boas é o especialista.