segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Provérbios educativos

É melhor dois jogos na pré-época perder, que perdê-los quando é a doer.
Mais vale um Fucile em campo, que dois Sapunarus e Miguel Lopes a jogar.
A Walter dado não se olha o peso.
Apanha-se mais depressa um Sereno que um coxo.

4 comentários:

Vitor disse...

Muito boa escolha... A bela da sabedoría popular, nunca falha!

Eis outras pérolas:

-Mete um golo o Falcao, enquanto jesus esfrega o olho!

-Quem não tem Meireles, caça com Moutinho...

-Ao aimar e ao cardozo, mete o ricardo costa a mão por baixo... (não rima mas é verdade!)

-Quem não tem dinheiro não tem vícios... Ou então tem a filha de um ditador africano!

-Com TV's e com jornais, se enganam os animais...

Mas há mais...

André Pinto disse...

De forma pouco abonatória, Mourinho referiu-se a Villas-Boas numa recente entrevista, participando nesse acto de exorcismo histérico a que a imprensa portuguesa amiúde se entrega e que consiste em colocar o treinador falando mal do FCP, como bálsamo para a inveja sentida pelos pasquineiros em relação aos títulos que conquistou de azul e branco. Entre outras coisas, diminuiu o mérito do actual treinador do FCP, quando fazia parte da sua equipa técnica, e questionou a aposta da direcção num treinador cuja experiência se resumia a poucos meses na Académica. Adicionalmente, o "Special One", atirou que o Benfica vai lutar pela Champions. Está bem, abelha.

Pode ser que o sucesso avassalador ensombre a memória de Mourinho, mas cá estamos nós para o recordarmos.

1) Quando Mourinho veio para o FCP, o Benfica era uma equipa de amadores, que transformava o campeonato num eterno "bater no ceguinho", e assim foi durante os dois anos que cá esteve.

2)Quando Mourinho veio para o FCP, tinha ano e meio de experiência como primeiro treinador. Também não era lá muito experiente...

3)Quando Mourinho chegou ao FCP, podia contar com um grupo de jogadores-chave, como Jorge Costa, Vítor Baía, Alenichev, Deco, etc. , que lhe davam garantias tácticas e uma base para construir uma equipa de alto nível.

Sendo assim, Villas-Boas chega ao FCP enfrentando o Benfica mais sólido dos últimos 15 anos, com jogadores-chave de saída do plantel do FCP, sem nunca ter treinado um clube grande e com os adeptos altamente desconfiados em relação às suas capacidades.

É impressão minha, ou Mourinho está invejoso do desafio que Villas-Boas enfrenta?

reine margot disse...

Ora aí estão belos provérbios e um off-topic interessante do André Pinto, a quem respondo que com certeza o Mou está invejosos pela certa. E também está com dor de cotovelo, pois gostaria verdadeiramente de estar no Porto e não naquele que vai ser o seu inferninho...ele já percebeu que são vedetas a mais e já está a tentar empandeirar o Kaká...
Pelo seu lado bom - que ele também tem - provavelmente está a espicaçar o ex-colaborador...

inuite disse...

mais vale uma na mão, do que 2 no soutien
o Benfica já joga, o Porto ainda treina
mais vale uma na mão, do que duas ao balcao
gamaram-nos o Moutinho, parabéns pelas dicas frutícolas dadas ao palhaço do Bettencourt, que está para vocês, como o Roberto do clube dos Moinhos
mais vale rico e com saúde, do que pobre e doente!
cada vez mais sou mais do Olhanense
era tão ingenua tão ingénua tão ingénua que pensava que fornicar, era 1 stand auto, esta ultima não e uma adivinha...

PS1: foi uma grande porra filiar-me novamente neste blog, mais a inscrição e o diabo a quatro...
PS2: que se cozam as caras novas, que (ainda) sao as caras velhas para alem dos postadores oficiais?