quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Eu cá sou bom

Assisti, algo incrédulo, às declarações de Jorge Jesus logo após o jogo com o Gil Vicente. Será que ele acredita mesmo naquilo que está a dizer? Será que não tem consciência do nível de aldrabanço a que chegou o seu discurso? Será que a escala narcisista não tem limite? Estas declarações são acompanhadas de trejeitos faciais que seriam o sonho de qualquer Tim Roth (o detetive de Lie To Me, conhecem?). Deixo-vos aqui a transcrição do discurso e a colocação de três caras que podem ajudar à investigação.

"Nós sabemos o valor dos jogadores [cara #1], sabemos o valor da equipa, da equipa técnica, e principalmente eu. Foi expressada... ainda esta semana... três treinadores portugueses no top ten. Isto demonstra a qualidade dos treinadores portugueses... [cara #2] no mundo [cara #3]. Tudo isso faz com que a gente confie no nosso trabalho. Às vezes as coisas podem não correr bem, mas não deixamos de acreditar, os jogadores não deixam de acreditar e, neste caso, o treinador do Benfica também não deixa de acreditar."


O vídeo: http://youtu.be/oUZRqYcYiNk

2 comentários:

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...


peçod esculpa por ser picuinhas, mas há um erro que se repete no último período da transcrição:

«partantos», é mais «acarditar», ófaxabôre :D

abr@ço
Miguel | Tomo II

vidairada disse...


Jesus no seu melhor...

http://videos.sapo.pt/uQm3OKEnWVtLy8dnrq15

Para quando o Porto canal nos presentear com programas do género, matéria prima não falta, vontade e que começo a ter duvidas!