sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Portugal-Argentina: cinco ideias

1. O Real Madrid tem muita força. Cristiano Ronaldo e Di María foram substituídos, respectivamente, aos 60 e 65 minutos de jogo. Cinco minutos de diferença dá para disfarçar, mas não muito.

2. João Moutinho e Carlos Martins passaram ao lado do jogo. Bem-vindosà guerra FC Porto-Benfica, também na selecção.

3. António Tadeia conseguiu atribuir as culpas do primeiro golo da Argentina a Bruno Alves. Deve ser fácil parar esse tal de... Messi.

4. Hugo Almeida falhou um golo a um metro da baliza, mas creio que foi tocado no pé. Pelo menos quero acreditar que sim.

5. Fábio Coentrão fez o penalti que deu a vitória à Argentina. Não se pode dizer que tenha sido um "penalti escusado", mas ainda bem que não foi o Rolando.

6 comentários:

Zé Luís disse...

Caro guarda abel,

1. O RM não tem tanta força assim, afinal pouca gente, muito pouca mesmo, deu pela parosca e o proteccionismo descarado; quanto à Maria, importa-me pouco; já sobre os tugas, claramente o PB está sob a asa protecotra do Mourinho.

2. O que questiono é porque razão o CM é titular na selecção não sendo há tempos titular no Benfica: fossem outros o jogador e o clube e o que não se diria.

3. O Tadeia actuou com o reflexo condicionado do ~cãozinho de Pavlov: era o BA, devia ter dado cacetada no Messi e pronto, acabava ali a jogada... mesmo que tenha sido a Meireles que o Messi escapou...

4. Essa do Hugo Almeida teve à partida o fora-de-jogo não assinalado a CR7 ao entrar na área pela esquerda, seria um golo irregular.

5. A "culpa" foi do PB, que não fez descansar o Caientrão... Mas como ele não mexeu no sector defensivo, os únicos que fizeram os 90' juntamente com o Moutinho, o PB não queria era perder o jogo. E fodeu-se.

Abraço

reine margot disse...

O Hugo Almeida é muito tôsco! Só é alto, mas claro, que depois de o Queirós o ter tirado no jogo contra a Espanha, passou a ser um jogador imprescindível...
Pior do que o Tadeia é o Conduto... são maus demais. Custa muito ouvi-los, mas parece que têm tanta força quanto o RM.
É pró que estamos;
mas não vai tardar o PB se queixar da cama em que se deitou...

PS: (Aliás acho que quem tem mesmo força é o Mourinho, ou os empresários que trabalham 'para' o Mourinho...)

cian disse...

grande post Guarda! estaca a ver que não se comentava nada desta semana.
Quando Bentania substituiu Cristiano Ronaldo surpreendeu-me e acho que é o primeiro treinador a fazer isso na vida futebolística de Ronaldo, fiquei com uma boa impressão do treinador, mas ao mesmo tempo o Ronaldo estava mesmo a jogar tão bem! então pensei mais um pouco e associei a essa jogada do Real descansar os seus jogadores e voltei a ver o mesmo Bento que sempre vi no Cbordéing, aquele que dizia que não comentava arbitragens e depois dizia as maiores barbaridades logo a seguir sobre as mesmas, um homem sem coluna dorsal, Cristiano deveria ter sido substituido várias vezes ao longo da sua carreira na selecção, aliás fomos apurados a um Mundial se eu não me engano sem ele nos últimos jogos, mas nesse jogo não deveria ter sido, nem que ficasse em campo só para tirar as dúvidas na guerra de quem é melhor, Messi ou Ronaldo, que tanto os comentadores queriam falar em vez de falar das selecções em jogo, já não chega o massacre nos jornais e na tv, todos já sabemos o número que calça um e o outro, a marca que usam de calças, o perfume que usam quando saiem à noite, até num jogo de futebol temos de ouvir estas parvoíces? nunca vi em nenhum outro exemplo na vida de duas estrelas em que tudo o que fizessem fosse uma competição para os jornalistas, porque se os catalães dizem que Messi prefere paella, os portugueses rematam logo que Ronaldo prefere um cozido à portuguesa, mas o que é que isso interessa ao mundo, e principalmente a esses dois jogadores? esta guerra é só e únicamente alimentada pelos jornalistas, e o Ronaldo que poderia ser realmente um grande jogador vai nessa conversa como se isso o fizesse grande, aparecer nas notícias.
Quanto a mim Messi ganhou mais uma vez mas não em resultado, ou qualidade futebolística, ganhou em carácter, respeito pela nossa selecção, como é que um jogador tão pequeno como ele, sem aquele físico portentoso do Ronaldo, com a barba por fazer, com os kilómetros de jogos nas pernas que tem e iria ter, assim como Ronaldo mas no Barcelona, e não se poupou frente à selecção da segunda parte que mais parecia um Sporting que eu cá sei, Miguel Veloso, Patrício, Postiga, Bentania treinador, qualquer semelhança com o Sporting é pura realidade!

cian disse...

O Cristiano Ronaldo tem razão, a "tranquilidade" voltou à selecção. E como habitual, nem uma palavra dos comentadores em relação à miséria que foi a segunda parte.
Para aqueles que tanto defendem o Mourinho "agora" vê-se bem o seu patriotismo, mais respeito tem Messi pela nossa selecção em ficar mais de 90 minutos em campo a jogar contra jogadores medíocres sem alma e sem rasgo nenhum.
Hugo Almeida é um cepo, mas um cepo de todo o tamanho, qual toque qual o quê, o homem é assim desde que saiu do Dragão, fartou-se de falhar e não compreendo como é que "aquilo" está na selecção, assim como não compreendo como é que o Sporting da era Bento joga uma segunda parte completa na selecção.
Postiga é outro, e não compreendo também como é que não se consegue encontrar outros avançados para a selecção.
Realmente em certos casos é melhor jogar sem ponta de lança, afinal o Vilas Boas tem razão...

sardonicus disse...

Para quem acha que o Messi é um Deus e que o CR não presta, coloquem o argentino a fazer sprints e a levar porrada durante 90 mins, numa equipa jogar com 10 desde o início, para ver se faz tanto como o Ronaldo...

André Pinto disse...

Já começou. A massa benfiquista principia a acertar pelo diapasão de que a primeira volta não passou de um equívoco esotérico, uma injustiça da Mãe Natureza. Nada daquilo contou: a campanha miserável na Champions, as exibições sem sal no campeonato, os 5-0 encaixados sem apelo nem agravo no Dragão, o enorme ascendente do FCP. Nada disso contou. O que conta é o agora e, portanto, segundo a lógica benfiquista, os 11 pontos que os separam do glorioso líder são fictícios. A isto se chama "estado de negação", ou simplesmente imbecilidade. Também não deixa de ser irónico ver os benfiquistas tão afoitos em invocarem o presente em detrimento do passado....

Em virtude de todo o paleio que acima desfiei, as bestas vermelhuscas já elegeram o alvo da sua bílis frustrada, a pessoa em quem concentrar toda a sua desgraçada aleivosia: André Villas Boas. Insistem em relativizar as suas capacidades e talentos. Não é Mourinho, dizem, chegando a mostrar irritação com semelhante comparação! Mas todos sabemos que os benfiquistas se roem de medo da possibilidade de que Villas Boas seja tão bom ou ainda melhor que Mourinho; adivinha-se-lhes no mal disfarçado desdém o cagaço de que pode estar na calha mais um tremendo período de humilhação futebolística, ao invés do século de supremacia ariana benfiquista que o azeiteiro de bigodes preconizava. Não sei se isso vai acontecer; é improvável. Mas é sempre delicioso ver o desnorte galináceo, em virtude do caganço. Vão gozando os suaves Guimarães que vos restam, pitos. Este FCP, apesar das óbvias dificuldades de plantel, tem uma força, uma vontade de que vocês nem suspeitam, do fundo das vossas tocas atafulhadas de ex-votos, bifanas e cerveja Marina.