domingo, 16 de maio de 2010

A ganhar nos entendemos

Um clube ganhador. O nono campeonato consecutivo em hóquei em patins. O segundo campeonato consecutivo em andebol. Estamos a uma vitória da final de basquetebol. Hoje, a Taça de Portugal em futebol. Um clube que ganha em todas as frentes, que habitua os seus adeptos a festejar todos os anos.

Somos o FC Porto. Contra tudo e contra todos. Contra uma imprensa que ignorou este jogo. Contra jornalistas que não escondem a sua azia quando ganhamos, que não escondem o seu ódio ao FC Porto. Contra os Valdemares Duartes, os Manhas e os Baptistas deste esgoto jornalístico português.

Para a história deste jogo fica uma vitória tangencial que será desvalorizada amanhã nos jornais. Estes passarão ao lado da arbitragem vergonhosa de Pedro Proença: tolerante para com a dureza excessiva dos jogadores flavienses na segunda parte, o árbitro não assinalou um penalti sobre Raul Meireles, não assinalou a mão do jogador do Chaves antes de marcar o golo, expulsou o Bruno Alves num lance que não justificava esse desfecho.

O resto foi natural. Níveis de motivação para este jogo q.b., dois golos aproveitando os erros de um adversário naturalmente mais fraco, e depois o relaxamento próprio das equipas de Jesualdo. Fica a décima-quinta Taça para o nosso palmarés e a certeza de que alguns dos que pisaram o relvado hoje com a camisola do FC Porto não o voltarão a fazer na próxima época. Uns porque não têm valor para este clube, outros porque o seu valor merece uma folha salarial mais generosa.

PS - Acabei de ver o resumo do jogo da TVI e o jornalista disse que houve mão do Guarín no primeiro golo (hã?) e nada disse sobre a mão do jogador do Chaves no golo. Palavras para quê?

9 comentários:

LSM: Lucy in the Sky with Me disse...

Só uma correcção. A pessoa que disse isso não é jornalista. A profissão de jornalista tem um código deontológico mais apertado do que se possa pensar. Essa pessoa nitidamente está a negar esses princípios.

Vitor disse...

Mas tu ainda dás crédito à tvi? Pura perda de tempo! Permite-me uma correcção: esta é a 15a taça e não apenas a 10a.

penta1975 disse...

plenamente de acordo com o teor do 'post'. assino por baixo. ;)

saudações PENTACAMPEÃS!

guardabel disse...

Vítor, já está corrigido. Obrigado.

condor disse...

O jornalismo desportivo é o pior que existe no desporto!
Até dão vómitos,a azia é demasiada não há konpensan que lhes valha!
Também nunca vi konpensam valer a porcos!
Durante o jogo ele era só Chaves!Era Chaves pra cá,era Chaves pra lá!
Os golos do Porto foram falhas defensivas dos Flavienses!Tudo bem!O golo do Chaves não foi uma falha clamorosa da defesa Portista!
Enfim,país de merda comunicação social de merda gfoverno de merda situação de merda!Valha-nos ao menos o FCP!
PS:Esqueci de dizer jogo de merda!
O nosso FCP na primeira parte jogou pouco,e na segunda ainda consegio jogar menos!

dragaovenenoso disse...

Eu ouvi esse comentário assim que o FCPorto marcou o golo. Só que não deram a repetição. MAis tarde, quando vi a repetição não consegui vislumbrar mão nenhuma. Do jogador do Chaves vejo que há mão, mas não sei se será suficiente para desviar a boa do Bruno Alves, só se vê de um ângulo.

Porradinha q.b., já se sabe. É difícil jogar com árbitros assim.

O jogo de andebol, caso o FCPorto não tivesse feito uma exibição de luxo, bem que se poderia esperar alguma manobra estranha. Digo isso, porque os comentadeiros achavam estranho voltar a ser a mesma equipa de arbitragem a apitar este jogo num intervalo de tempo tão curto. Se tivesse corrido ao contrário já estavam calados.

Cooker disse...

Há pelo menos 4 anos que não via o POBO DO NUORTE a gabar as modalidades amadoras! Esqueceram-se?

miguel_canada disse...

Estas enganado Cock... este site dá relevo a todas as vitorias do FCPorto em todas as modalidades. Vai cantar pro buraco donde vieste.
Sigue xupando!

André Pinto disse...

Jogo feíssimo, muito duro. Era a única possibilidade que o Chaves tinha para discutir algo do jogo: impôr um rítmo baixo.

O FCP foi um vencedor mais que justo da partida, no entanto fiquei triste por ver os jogadores "tentando" entrar de férias aos 70 minutos. Sobretudo, depois da má época e da má imagem deixada por alguns, um bom espectáculo, com o esforço correspondente, seria o mínimo exigível. De resto, mais do mesmo: Guarín em crescendo, Belluschi entre o genial e o paupérrimo, Hulk começando bem e caíndo no individualismo da praxe, Helton desconcentrado e displicente (este, para mim, é para vender), Álvaro Pereira um exemplo de profissionalismo e talento, Valeri um erro de casting, Tomás Costa uma nódoa, Meireles com a cabeça no Fundão, Falcão esforçado, etc.

Deixo aqui a nota para a execrável iniciativa de que davam conta os jornais de há uns dias a esta parte: membros da GNR emocionados com palavras Vieira e Nuno Gomes (http://www.record.xl.pt/noticia.aspx?id=34ea02a2-a68d-4a4f-a3bd-207512e20624&idCanal=00000011-0000-0000-0000-000000000011).

Portanto, está correcto o benfica fazer propaganda às custas do corpo da GNR, com a resultante festa em torno da efeméride?