segunda-feira, 17 de maio de 2010

"Bicho" só houve um

Concordo contigo, Bruno Alves. Também acho que mereces outros desafios. E nós merecemos jogadores motivados e que pensem pela sua própria cabeça. Obrigado por tudo o que deste ao FC Porto.

12 comentários:

André Pinto disse...

Bem escrito. Teve grandes momentos; é um jogador com excelentes qualidades técnicas. Falta-lhe é certa lealdade, rectidão de espírito e coração. Demasiadas vezes jogou no limite do arruaceiro e quando abriu a boca raramente deixou boas recordações.

Tomando como referência os modos do pai, vê-se de onde lhe vem a educação. Ou falta dela.

Farewell and travel safelly.

Costa disse...

completamente de acordo! boa sorte para ele, mas so faz falta quem gosta do clube e gosta de ca estar!

Vitor disse...

Lamento mas não concordo. Essa velha história do amor à camisola não tem razão de ser. Os adeptos e sócios é que tem lealdade para com o clube, pois é do clube que gostamos e não de futebol! Aos jogadores exige-se profissionalismo e dedicação máxima pois são pagos para isso! Outra coisa: qual é o pai que não deseja o melhor para um filho? Mas também é sabido que por vezes o dinheiro substitui a intelegência e os valores morais! O BA é um excelente central e em campo sua a camisola. Como adepto é tudo o que lhe peço, não preciso que ele adore o clube e que ande aos beijos ao simbolo na camisola! O F.C.Porto não precisa de nenhum "rui brilhantina" a recusar propostas milionarias só porque "este é o clube do meu coração"

Ribeiro DeepBlue disse...

Ahhhh, a tradição.
Como é bela a tradição.
Deve ser por isso defendida a todo o custo.
Mesmo que isso obrigue a que os espectadores tenham que arrear o calhau no meio do mato.
Ou mesmo que isso implique levar com calhaus nos para-brisas dos carros.
Ou mesmo que isso obrigue a fazer 1000 km para ver um jogo entre duas equipas que estão a menos de 200 km.

Aaaaaah, a tradição.

Defendida com unhas e dentes pelos sempre "tradicionalistas" "bola" e "record"


Por isso mesmo, esses dois jornais ignoraram olimpicamente a final da Taça.
Em nome da tradição.
Para o ano há mais.


PS. Vitor, o Rui Costa nunca recusou nenhuma proposta milionário porque nunca a teve. Arrastou-se anos a fio na Fiorentina, um Belenenses italiano, sem nunca ter sido cobiçado por qualquer gigante.
Apenas no final da carreira, quando era preciso alguém para aquecer o banco ao Kaká, lá foi para o Milan. Depois, lá veio dar uma ajudinha ao clube que sempre lhe cuidou da carreira.
A troco dum cheque em branco.
Claro. Como se tivesse mais alguma proposta.

Parafraseando o Jorge "Endireita-me este olho, ó Queirós!" Batista?
Rui Costa? Um claro caso de marketing.

LSM: Lucy in the Sky with Me disse...

@Vitor. o "rui brilhantina" também só veio para o benfica em fim de carreira, quando ninguém mais o queria lá fora. O tipo andou estes anos todos a fazer-se ao benfica, com juras de amor eterno, mas só quando já não podia das canetas é que voltou. Pelo menos o Bruno Alves não vos está a enganar, como o brilhantina fez os benfiquistas de lorpas.

Vitor disse...

Ora bem, é isso mesmo. Não se pode condenar um jogador só porque quer ganhar mais dinheiro! E quem não quer ganhar mais fazendo o que gosta e sabendo que só tem 12 a 15 anos para o fazer? O Bruno Alves já está na idade de procurar a reforma dourda... E outro é o Raul Meireles...

André Pinto disse...

Isso é tudo verdade, mas Bruno Alves tem muita falta de classe. Há modos de se fazerem as coisas e ninguém contesta que ele tenha o direito de aspirar a vôos mais altos. Esta transição natural do jogador tem sido pauteada por declarações infelizes, feitas em termos grosseiros e mal contemporizadas.

É sempre deplorável ver um jogador colocar em plano inferior à sua carreira individual o nome do clube com o qual (ainda) tem um vínculo contratual, e que lhe deu a possibilidade de chegar onde está.

Não tenham dúvidas: normalmente, são os jogadores e os treinadores que devem mais ao FCP, do que vice-versa. É tempo de invertermos essa lógica de apoucamento pseudo-humilde e assumirmos em toda a sua escala, essa que é a maior virtude do FCP: exigência.

Tasqueiro Emigrante disse...

Renovação no Porto já!

Treinador novo e reforços de jeito...nada de Valeris ou outros lixos...o dinheiro que há devia ser gasto em bons jogadores e isso eu não tenho vistos nestes ultimos anos.

Falta cá o mourinho para fazer uma grande equipa com jogadores de merda...na altura claro!

Força Porto.Contra os túneis, Ligas e manhas desportivas e da imprensa.Juntos vamos voltar a ganhar.Porque o Benfica sem ajudas foi o que se viu!
Hulk-9 jogos-9 victórias(nada é por acaso)


http://tascadepalmeira.blogspot.com/

penta1975 disse...

só para referir esta "curiosidade" sobre o Bruno Alves: estreou-se com um vermelho directo ante o eterno rival (cabeçada ao NuLo Gomes) e despediu-se (?) com outro vermelho directo ante o GD Chaves (cotovelada duvidosa).

para um nr.2 - uma camisola com muita "mística" - não lhe fica nada bem.
assim sendo: MUITO OBRIGADO!, Bruno! mas que provocaste uma despedida inglória, ao isso é que provocaste. pelo menos, para mim.

saudações PENTACAMPEÃS!

condor disse...

O Bruno Alves pode ter os defeitos que os meus amigos lhe queiram imputar,mas quanto a mim é um grande jogador!
Foi em alguns momentos dificeis o leader dentro de campo,a cola que manteve muitas vezes aquele grupo de rapazes atarantados algo parecido com uma equipa!
Depois teve sempre má imprensa!Eu disse "má imprensa"?Devo estar bebado!Teve sempre uma imprensa miserável que empolava algumas coisas negativas que idubitávelmente tinha,e pura e simplesmente ignorava tudo de bom que tem,e que não é pouco!
Imaginem o que é jogar no FCP com todas estas condicionantes e ter em casa um pai vermelho como o caralho!
Se fores embora Bruno,pela parte que me toca muito obrigado e muitas felicidades!
Se jogasse noutro clube mais abaixo neste jardim á beira mar escarrapachado era um deus!Enfim!

jamsilva disse...

Percebo perfeitamente que um jogador queira ir para fora e o que o não deve é dizer abertamente. Principalmente se for capitão.

Está criar uma situação completamente desnecessária e demonstra uma grande falta de inteligência. Só prejudica o clube na hora de negociar.

André Pinto disse...

Condor: a má imprensa não desculpa a boçalidade, nem a má educação. Isso é inegável. Em tudo nesta vida, há modos e modos. Depois não se admirem de haver muita gente suspirando, dizendo que a bola é um universo de nurros...

Além disso, qual foi o jogador que tenha representado o FCP e não tenha tido má imprensa (sobretudo jogadores defensivos)? Estar no FCP implica a animosidade dos meios de comunicação "per se", por serem afins ao clube que lhes garante mais clientela. You should know better.

Fraca desculpa.