terça-feira, 1 de novembro de 2011

Obviamente, demita-o

Será preciso esperar pelo Natal? Ou PdC já terá interiorizado a necessidade de "remodelar" Vítor Pereira? Se os jogadores são praticamente os mesmos, como é que se pode jogar colectivamente tão mal? Existe uma resposta óbvia: um treinador sem carisma, sem chama e sem sorte pode fazer de uma equipa vencedora um bando de jogadores à solta no relvado e à mercê de qualquer conjunto mediano.

O Porto jogou hoje, no Chipre, do mesmo modo que já tinha feito com o Nacional e o Paços de Ferreira - sem ideias, sem colectivo, sem equipa. Nos dois jogos da Liga Portuguesa a sorte este sempre do nosso lado (o caso do primeiro golo face aos pacenses é o exemplo máximo disso), marcamos 8 golos e não sofremos nenhum. Mas contra uma equipa que defende bem e se desdobra no contra.ataque com muitas unidades, não conseguimos sequer criar uma verdadeira oportunidade de golo.

Em contra-partida, o treinador do Apoel fez, com um conjunto de jogadores banal, o milagre de construir uma equipa ganhadora, solidária, com muita alma a compensar a ausência de verdadeiros jogadores com nível para a Champions.A vitória sobre o Porto foi justa, porque os cipriotas criaram mais lances de perigo e foram até a equipa mais prejudicada pelos erros da arbitragem.

Do Porto salvou-se a agressividade de Mangala, que é ainda um central algo ingénuo e impulsivo mas onde se adivinha muito futuro. O resto foi uma absoluta desilusão. James entrou tarde demais, Guarin entrou para o lugar errado (alguém explica ao adjunto promovido a incompetente que a posição 6 não é o lugar certo para este colombiano?), Moutinho e Bellushi foram engolidos pelo meio campo contrário, Varela foi o trapalhão do costume, a Hulk nada sai bem e Kléber (ainda?) não é o matador de que uma equipa como o FCP precisa para abordar jogos complicados.

Por mim, acabou-se a tolerância. O homem não tem o que é preciso. Será porventura um óptimo adjunto, mas este papel está muito acima das suas possibilidades. Quando o vejo a falar só me ocorre o Peseiro, mais um génio académico da táctica que qualquer homem da chicla, com muito menos neurónios mas com muito mais pulso, derrotará sem hesitações.Pinto, não sejas teimoso - se esperares pelo Natal, não só a Champions será uma miragem como a Liga poderá estar a começar a ser perdida.

13 comentários:

Pentadragão disse...

> Vítor Pereira: «Perdemos quase inexplicavelmente»

Ai atribuis a culpa ao imexplicável?? FDP

>
> «Vi uma primeira parte equilibrada, que não foi fácil de jogar, mas na
> qual fomos agressivos, chegámos muitas vezes à linha de fundo para cruzar,
> mas os cruzamentos não saíram bem. O APOEL chegou ao golo na primeira vez
> que lá foi, se teve mais [ocasiões] foi uma ou outra.

Sempre foram mais do que as nossas, GRANDA URSO!!


>No segundo tempo, assumimos claramente o jogo, fomos para cima deles e o
>APOEL esteve sem chegar à nossa baliza imenso tempo. A acabar empatámos e a
>três minutos do fim, é inexplicável. Uma equipa com a nossa experiência tem
>de saber que um ponto significava outras contas, deixava as coisas muito
>mais em aberto.

O teu cu é que anda aberto, otário. Aproveita e enfia o ponto na PEIDA.
Tinham que ganhar, mas a besta vai para lá à procura do ponto.


>Agora obriga-nos a vencer os próximos dois jogos.

FDX!!! Obriga-nos??? Mas não era suposto vencermos sempre?? ESTA MERDA NÃO É
O SANTA CLARA FDP.
E está-se mesmo a ver que os vais ganhar, não está-se??? Andas a delirar
forte e feio.

>Mas o futebol é assim e temos de

É assim?? O futebol?? Fdx se o futebol fosse assim já não via jogos há muito
tempo. Ta fdr, palhaço.

> olhar para o próximo jogo. Quisemos muito ganhar

Ai foi??? Não se notou nada, CRL!!!!

> este e perdemos quase de forma inexplicável. Temos de dar a volta no
> próximo. Hoje tivemos uma postura completamente diferente no Dragão.

Anda a dar forte no tintol!! Diferente??? Já há não sei quantos jogos que é
sempre a mesma atitude de merda.

>Jogámos lentos no Dragão, quem o comparar os jogos não é justo. Neste fomos
>equipa, na primeira parte não circulámos muito a bola, mas a segunda é
>totalmente nossa.»

É nossa e nem uma oportunidade!!! Nem UMA. E se foi nossa não terá sido
porque eles deixaram, otário!!! Quando empatámos eles foram logo para cima
outra vez e cortaram-nos o pio.
Mas é este palhaço treinador do FCP???
O PdC anda literalmente a dormir.

portodocrime disse...

ok
estamos um bocadinho parolos assim como o "bítór"
mas as derrotas tem sempre o seu lado positivo.
perder faz parte da vida.
ok
não jogámos um carbalho.
pelo menos acho que não bámos perder na próxima vez.

"bámos lá ganhar a liga europa outra vez"

Abraço

inuite disse...

<

Miguel disse...

Espero que o PdC comece a pensar com a cabeça que tem entre as orelhas e não com a outra com que se diverte e aparece nas revistas do social, senão chateio-me. A culpa poderá não ser só do treinador, mas está na altura de berrar BASTA! Pode ser que assim ainda se salve algo...

tripamoura disse...

já não há palavras pra este vitor...

Do ano em que ganhamos tudo so falta o Falcao e vieram vários reforços e o miseravel vitor acompanhou todos os treinos do ano passado, como é possível a equipa não jogar???

Estou capaz até de aceitar o jesualdo de volta se vier já no fim-de-semana. Avançado em janeiro e resta-nos revalidar os títulos do ano passado.

Força Porto!

Puto da Bancada disse...

Esta grande besta faz-me lembrar o Sócrates quando tinha uma visão completamente esquizofrénica da realidade deste país e dizia que estávamos na rota certa, que iríamos ser os gajos mais desafogados da Europa já a partir do mês que vem e que não seria preciso ninguém se esforçar para tal...
Será que este parvo não entende que está aquém do que se exige para o lugar que ocupa?
Melhor que este acéfalo fazia eu, a ganhar cinco vezes menos daquilo que ele ganha... e pelo menos ajudava-me a viver bem na crise!
Façam um favor à dignidade e alguém lhe dê um chuto na peida com umas botas da tropa, mas daquelas mais duras que se encontrar.

André Pinto disse...

Foi preciso chegar aqui? Desde cedo se percebeu que a única virtude de VP e que tinha levado à sua promoção foi ter sido adjunto de Villas Boas. Ponto.

Repiso o que já tinha dito: quantas jogadas de ataque, com pés e cabeça, fez o FCP ontem? Eu não vi uma! VP quer que os jogadores troquem a bola e isso acontece, mas sem qualquer consequência, de forma lenta e recreativa. O tipo acha que é só andar a passar a bola entre os jogadores e que depois as jogadas saem por osmose... Villas Boas descobriu muito oportunamente que Guarin não era um 6 e isso viu-se no rendimento do jogador. Vítor Pereira não devia estar lá. Aquela entrada do Defour é própria de quem não sabe o que fazer e mete o jogador, só para dar a sensação de estar a intervir.

Não preciso de alertar para o tremendo prejuízo financeiro que será a conjugação de uma eliminação prematura da Champions com a debandada de jogadores fulcrais no final da época, por valores muito abaixo dos ventilados e combatidos no defeso passado, pois não? É o futuro do FCP que está em causa. Mantiveram-se a muito custo os jogadores da época passada, para colocarem o professor Neca a treinador? Absurdo.

A não inscrição de Walter é também um erro imperdoável, que um treinador do mais alto nível não faria. Qual alto nível! Um chimpazé à frente de uma equipa com apenas um ponta-de-lança, inscreveria sempre o segundo disponível, ainda que estivesse coxo!

Fora.

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Nem me apetece fazer grandes comentários tal a azia que sinto face à vulgaridade da exibição portista: Vergonhosa, incompreensível e intolerante.

Fico-me por aqui!

Um abraço

Ribeiro DeepBlue disse...

O Vitor Pereira, excelente pessoa sem dúvida alguma, em termos profissionais não está à altura do cargo que lhe caiu no colo.
Um excelente gerente de uma mercearia, e que desempenha exemplarmente as suas funções, poderá não ser um excelente gestor dum hipermercado.
Não é um desprimor para a pessoa assumir isso.
Se alguém, num acesso momentâneo de insanidade, me convidasse para gerir a Caixa Geral de Depósitos, eu teria que recusar, por falta de capacidade. Ou, se aceitasse e mais tarde me desse conta dessa falta de capacidade, teria que abandonar o cargo.
Errar, não é mau, aprendemos com isso, mas persistir no erro...

Vitor Pereira, lamento, está na hora.

lobo disse...

Acho que neste momento até o Quinito era bem vindo ao Dragão.

Desde praticamente o inicio do campeonato que esta abécula é contestada, e jogo após jogo comprova que os adeptos têm razão!! Não tem estaleca para uma equipa como o FCP!!

André Pinto disse...

As declarações de Vítor Pereira no fim do jogo, dizendo que o "FCP perdeu inexplicavelmente" e que "fizémos uma 2ª parte à Porto", deviam dar demissão imediata:

1) Se não consegue entender por que perde, deve mudar de profissão;

2) Se acha que aquela merda na 2ª parte é representativa do melhor do FCP, então - passe bem! - estaria melhor integrado num clube com as aspirações do Santa clara.

Como é possível? São declarações vergonhosas, que deviam ter provocado uma reacção imediata por parte da direcção. Cada segundo que passa é um segundo perdido para despedir VP.

Daniel Gonçalves disse...

Concordo inteiramente com o André Pinto. Que a Administração tenha, e de certeza absoluta que tem, a consciência do desprestígio que o FC Porto adquiriu com esta campanha na Champions. Estavamos em 3º lugar, a seguir ao Barça e Real Madrid, no ranking de clubes na altura do sorteio da Liga dos Campeões, agora, após este jogo contra o Apoel, nem nos primeiros 10 clubes do ranking devemos estar.

O problema da equipa é, sobretudo, de estratégia (e portanto do principal responsável pela existência de estratégia: o treinador), não existe arranjo táctico, não se criam lances de perigo, não existe fluidez de jogo.
Os jogadores estão desmotivados porque não sentem capacidade no técnico para comandar a equipa. O desânimo dos jogadores é CONSEQUÊNCIA, e não causa, da falta de liderança do Vítor Pereira.
VP deveria ter sido substituído logo após os primeiros sinais de incapacidade para liderar estrategicamente a equipa, ou seja, após a derrota contra o Zenit San Peterburgo. Quizeram dar tempo ao homem, estamos a ver as consequências. Na minha humilde opinião VP deve regressar ao lugar que ocupa bem, o de adjunto de um treinador veterano e com experiência ganhadora, ou caso VP não aceite a "despromoção", deve sair.

cian disse...

Eu até era para cair no coro do despedimento do Vitor Pereira, mas depois vi este video sobre o "Mestre da Tática" e não tenho dúvidas que estamos bem melhor guarnecidos de Treinador:

http://www.youtube.com/watch?v=ULLKOJyDGFI&feature=related

Não tenho visto os jogos do Porto, ainda bem para mim, que não tenho sofrido com isso, mas se o melhor que o Vitor Pereira consegue foi o que se viu na Supertaça Europeia(sim foi um jogo de merda, ao contrário do que muitos, que aqui querem a cabeça do homem, disseram na altura) e contra o Zenit, então este ano podemos contar com mais uma brilhante prestação na Europa League, quero acreditar que não, mas já não vejo outra luz ao fundo do túnel que não essa.

Sim, André Pinto tinhas razão, Villas Boas destruiu uma equipa ganhadora por ambição profissional.
Sim a SAD ajudou a destrui-la tentando vender um dos jogadores chave antes de um dos jogos mais importantes do início da Época, e comprando outro que só vem na outra metade da mesma.
Sim, Pinto da Costa errou(como todos os homens erram) em elogiar Hulk acima dos outros colegas, e em depositar tanta confiança num treinador desconhecido, e pondo-o na ribalta quando o que Vitor Pereira precisava mais era de sombra e protecção.
Sim, estamos metidos num imenso sarilho, a época da champions à vista por um canudo, um treinador não aceite pelos adeptos(apesar que Jesualdo ainda era pior mas esse tinha as costas quentes)e uma equipa sem ponta por onde se lhe pegue apesar de ter jogadores incríveis.
Agora mais do que tudo é preciso haver mudança, e o Vitor tem de aparecer ou será mais um Couceiro.
Não acredito que venha outro treinador agora e faça milagres com a equipa, podem me chamar doido, mas acho que se houvesse um treinador que pudesse mudar algo apenas o Carlos Queiroz poderia fazer isso, sim, porque já está queimado, porque o acham doido, porque os jogadores têm de aceitar o que diz ou então estão fora, seria uma grande oportunidade para mostrar à selecção e à cambada de inergúmenos que dizia que o mal era dele, e afinal não foi.
Não vejo outro treinador a fazer alguma coisa ou a mudar algo, precisamos de um cabeçudo, um teimoso, alguém que não vá nas modas dos jogadores, não um treinador de meias-medidas, quem melhor que Queiroz para irritar os jornalistas do sul? quem é que já não vai em cantigas do bandido?
Não pode ser alguém da casa como Jorge Costa, ou Pedro Emanuel, tem de ser alguém que transmita outra imagem e rápido, os da casa já têm vícios e não vão mudar nada, vão andar com sorrisinhos, não vão limpar quem têm de limpar para fazer desta equipa uma equipa ganhadora.
Algo está mal no balneário do Porto.
Acredito que um treinador tem de ser avaliado por uma época e não por uns meses.

Não entendo quem diz que o Vitor tem de sair mas não dá soluções, quem paga ao homem? quem trazem para substituir? isso irá mudar alguma coisa em relação aos jogadores andarem com amuos, egoísmos, e más exibições?

Esperar também é uma virtude...