quinta-feira, 22 de setembro de 2011

O princípio de alguma coisa

O jogo de amanhã não decide rigorosamente nada, ao contrário dos míticos 5-0 de 2010, que liquidaram as aspirações lampiónicas com estrondo e nota artística. Esperar qua a história se repita não vale a pena, os tempos são outros e o Porto não tem "(ainda?) o ritmo de vitórias fulgurante com que atropelou o mestre da chicla e da táctica. Seja como for, a exibição e, sobretudo, o resultado do FCP-SLB de amanhã será muito importante para a afirmação de Vítor Pereira. Porque todo o crédito que ganhou com a abordagem inicial ao jogo com o Barcelona foi desperdiçado em vitórias magras e, especialmente, nas desastradas opções do Feirense-Porto. VP tem muito a perder amanhã e muito pouco a ganhar - um eventual empate seria motivo de festa na Luz - a nossa vitória é uma obrigação.

À distância de uns dias, a desgraçada exibição de domingo pode parecer responsabilidade absoluta de VP, produto de uma primeira parte em que não conseguimos sequer criar oportunidades de golo e de muitas trapalhada nas substituições. Mas é preciso olhar mais fundo e perceber que o problema essencial deste Porto da época 2011/2012 não será porventura a vontade de "inventar" do seu treinador, o desejo de dar um cunho pessoal a uma equipa que joga no modo AVB. O problema fundamental da nossa equipa é não ter alternativas para o eixo do ataque, é esperar que Kleber seja instantaneamente aquilo que nem Falcao foi quando cá chegou, é não contar com Walter, mesmo quando é o único avançado disponível no banco e a equipa está em vias de perder pontos face a um adversário frágil.

Por outro lado, não se percebe o que está a fazer o Iturbe no plantel. Se não era sequer para ser convocado, deveria ter sido emprestado. Mas se o consideram um investimento de rentabilização imediata e que, como James, deve ser introduzido na equipa lentamente, se não for contra os Feirenses desta Liga contra quem será que o vão colocar a jogar? São muitas perguntas com uma única certeza como resposta: o plantel tem lacunas na frente e na lateral direita, onde Sapunaru parece ter voltado a ser um jogador banal que só em Janeiro terá substituto credível (e, vá lá, o início de época do Fucile está a ser bem melhor do que é costume). Se surgirem lesões, castigos ou Kleber não se tornar rapidamente no matador de que precisamos, vai ser difícil ganhar a Liga e sairemos da Champions mais cedo do que era suposto. Espero estar enganado.

9 comentários:

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

@ Pôncio

estás enganado, pá!
«acardita» que estás enganado.

amanhã verás que seremos superiores ao 5lb, qual "monster unáite" ;)


«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs! ;)

Miguel | Tomo II

André Pinto disse...

É verdade que há o problema do ponta-de-lança, que não é Falcão, e que não tem alternativa no banco. Mas o principal problema não está aí. O meio campo está muito preso, não fabrica jogadas e também não serve de tampão defensivo. E isso advém das opções de VP; o tipo parece que tem um fetiche com anões.

Ainda assim, espero que o FCP faça uma boa exibição e tenha um resultado convincente.

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Aí está o primeiro clássico da temporada.

Depois do fraco jogo diante do Feirense, os nossos jogadores vão querer corrigir, e levar de vencida a equipa encarnada. Para tal é necessário um Porto à Porto ... aguerrido, lutador, pressionante, concentrado e matador.

Na nossa equipa, jogue quem jogar, tem como obrigação lutar pela vitória, como se de uma final se trata-se.

Espera-se um excelente jogo de futebol, e que o nosso Porto, com o apoio da massa adepta, consiga mais uma vitória e cimente a liderança no campeonato.

Que não hajam problemas entre adeptos, e que o árbitro seja digno deste clássico.

Abraço e bom fim de semana,

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.com

cian disse...

Caro Poncio,

concordo com a tua análise mas destaco esta frase:

"o crédito que ganhou com a abordagem inicial ao jogo com o Barcelona"

qual crédito? que abordagem inicial? a mesma de Mourinho? que fez os nossos jogadores andarem a correr d'um lado para o outro à procura da bola que não saia dos pés do tiki-taka do Barcelona?

Sinceramente se há uma coisa que detesto é ver portistas contentes com uma derrota numa final europeia, o jogo da Supertaça Europeia foi uma merda, acordem e deixem de ler os elogios que vêm no JOGO, estou farto de ir a supertaças e ouvir portistas a dizerem "já era bom se marcássemos" ou "pelo menos que dêssemos luta" ou "que seja um bom jogo" aonde está aquela filosofia de vencer que o Pinto da Costa tanto apregoava?

O registo é lamentável nas últimas Supertaças Europeias, 3 finais 3 derrotas nos últimos 8 anos, qual crédito ou abordagem inicial?

Mas não crucifico o treinador porque nem vi assim tantos jogos este ano para ter uma opinião válida sobre o assunto, o treinador acho que é um bom treinador e não havia nessezidadeee...aze aze aze

A minha equipa para logo, para intimidar os lampiões logo de início:

Fucile na direita, Alvaro na Esquerda, Otamendi e Rolando dupla de centrais, Defour, Guarin, e Moutinho a atacar pelo meio, James e Hulk nas alas, e Kléber como falso ponta-de-lança.

O Hulk e o James abriam o jogo nas alas, e atacávamos pelo meio, qual é a dificuldade?

Boas para logo à noite

Paulo Alves disse...

não há paciência por aqui....

reine margot disse...

direi mais, está enganarado!

( nenhum ponta de lança marca se não lhe enviarem bolas comestíveis e nesse aspecto tenho visto mais atabalhoamento nos jogadores organizadores do que no Kléber... mas é natural, a época está a começar e são os municiadores que têm de se habituar a não ter Falcao, que esperava a bola de costas para os defesas, e a terem um Kléber já a virar-se para iniciar uma cavalgada... )

Ribeiro DeepBlue disse...

Cian,

James?
Não tens lido as notícias ultimamente?

miguel_canada disse...

Cian, o James não joga! Lembras-te do cartão vermelho frente ao Feirense?

flama draculae disse...

Jorge Jesus está alegre!
Agora escrevam este título no google translate, traduzindo para inglês. E experimentem escrever Pinto da Costa está alegre.

Há coisas fantásticas, não há?

flamadraculae.blogspot.com