sábado, 30 de outubro de 2010

Eles já estão em forma

Eu já desconfiava, mas ontem fiquei convencido. O segundo classificado está a voltar à forma que tanto o notabilizou na época passada. Caso para recear? Claro que sim! Senão vejamos. A perder 1-0 ao intervalo, o Paços vinha para a segunda parte decidido a chatear. Por isso, e para arrumar com a questão, surge aos 64 minutos o penalti da ordem, numa fabulosa queda de Fábio Coentrão. Fabulosa na arte do fingimento. Como se não bastasse, aos 83 minutos, o fabuloso Fábio encarrega-se de expulsar um jogador do Paços, também recorrendo às artes da ginástica acrobática. O lance é rápido, o carrinho é frontal, mas tudo se decide na excelente queda do fabuloso Fábio. Este Fábio é um fingidor. Finge tão completamente que chega a fingir que é queda a queda que deveras sente. Nesta altura pensei para com os meus botões: "Só falta agora a agressão não sancionada de um jogador do Benfica". O jogador era irrelevante. Meu dito meu feito. David Luiz aplicou mais uma das suas famosas cotoveladas, num jogador de nome Leonel Olímpio (com este nome até merecia mais do que uma cotovelada), que cometeu o erro incrível de não ter caído imediatamente, preferindo investir sobre o central que o mundo inteiro cobiça. Tem de aprender com o fabuloso Fábio.

O golo do Aimar vai ser o maior acontecimento desportivo da próxima semana. Na Antena 1, o Hélder Conduto - que tem o irritante hábito de, enquanto relata, nos dar conta de todos os pormenores da vida pessoal de cada jogador que toca na bola - disse que o argentino fintou quatro jogadores e marcou um golo do outro mundo. Nos dez minutos seguintes, cujo relato ainda ouvi, repetiu até à exaustão, sempre que o Aimar tocava na bola, "marcou um golo fabuloso! Se não viu, veja na RTP1". Hoje, na capa de A Bola, li que fintou 3 jogadores. Fiquei mesmo curioso. Ao ver o lance, reparei que o Aimar fintou efectivamente 2 jogadores. Quer dizer, fintou é uma força de expressão. Os jogadores do Paços não estavam assim muito interessados em impedir a corrida do argentino, que, já agora, está a correr como nunca. Aliás, toda a equipa do segundo classificado terminou o jogo a correr como no início, um pouco à imagem do ano passado. Não vejam nisto qualquer desconfiança quanto a meios menos ortodoxos de potenciar o físico dos jogadores. Não. Nunca desconfiaria dos métodos de Jesus.

7 comentários:

penta1975 disse...

eles correm que se fartam por causa do Sistema. do sistema de treino, queria eu escrever ;)

como anseio por 7 de Novembro, car@go!

saudações PENTAcampeãs!

Tomo I

André Pinto disse...

Os "métodos" de Jesus levam algum tempo a surtir efeito, devido aos ciclos metabólicos que implicam. Os "métodos" de Jesus notam-se sobretudo naqueles jogadores cuja condição física os dava como praticamente inaptos para os futebol ao mais alto nível. De Aimar, em Espanha, era assunto arrumado que as suas lesões tinham deixado sequelas irreparáveis. De Saviola que já tinha dado mostras mais que evidentes de falta de velocidade para a poda.

Mas ei-los no SLB, correndo pela vida. Não me assusta. Temos equipa, temos treinador, temos projecto. Estou confiante e, até agora, satisfeito.

Joaquim Sardão disse...

No golo do Aimar (vejam com atenção) são 3 jogadores do Paços que se desviam do caminho para ele poder passar à vontade e os dois últimos defesas abrem uma brecha, afastando-se entre si, para ele poder visar melhor a baliza... O penalty é anedótico.

dragaovenenoso disse...

Estive a ver o resumo que nos dignaram mostrar e o golo do Aimar é como o guarda diz, fintou dois jogadores, um não se fez à jogada e os outros ficaram a olhar. Chegado próximo da grande área e surpreendido com as facilidades rematou e marcou um golo aceitável, longe de ser muuuuito bom. Mas se calhar o ângulo de onde é captado não lhe fez justiça.

Na segunda parte vi o tal penalty, em que o Coentrão começa a cair antes do defesa lhe tocar. Ainda por cima mostram em câmara lenta. Nada de novo, acho que qualquer árbitro o marcaria.

Quanto a expulsão e agressão não mostraram.

As entrevistas do treinador do benfas é que valem a pena ouvir. O homem é mesmo básico.

condor disse...

Mais uma vitória dificil do nosso F C Porto!
A azia dos comentadeiros não tem cura,então o gajo do flash interview só tentou que os academistas se quiexassem do árbitro!
São mesmo porcos estes filhos da puta!

André Pinto disse...

É nos jogos como o de ontem que se ganham campeonatos, não nos derbies nem nos clássicos. Estamos de parabéns. Foi importantíssimo ganhar. Ainda se vão lembrar disto.

DUX_XXI disse...

Pegando na última frase do post e acrescento que Aimar ontem se sentiu indisposto (estava a agomitar, JJ dixit) antes de iniciar o jogo com o Lyon...