segunda-feira, 5 de julho de 2010

João Moutinho, bem-vindo!

É fácil encontrar, no arquivo do Pobo do Norte, críticas ferozes ao João Moutinho. Por isso deixo para vocês esse trabalho. Difícil é encontrar elogios. Como agora precisamos tanto deles, aqui está um, feito pelo Poncio, em 2006: precisamente AQUI. Escusam de agradecer.

Escusam também de agradecer o exclusivo desta contratação que o Pobo do Norte vos trouxe na quarta-feira passada. É certo que a vinda do guarda-redes nigeriano não se confirma (se bem que chegou a ser noticiada em alguma imprensa...) e que o Raul Meireles anda a ser leiloado, podendo ser o Real, o Chelsea ou qualquer outro que não o Man United a levar-nos o nosso tattoo man. Mas a confirmação da vinda do João Moutinho compensa o resto.

Quanto à contratação em si, o João Moutinho tinha atingido o ponto de estagnação no Sporting. Agora, tem a oportunidade de evoluir como jogador e como homem (sim, como disse o André Pinto, aqui cai-se, mas para comer a relva!). Considero-o um óptimo jogador de equipa, acima da média para o futebol português. Espero que sofra do efeito-maniche e que nos traga grandes alegrias. Bem-vindo, João Moutinho!

PS - Tenho pena de ver partir aquele que eu considero o sucessor de Ricardo Carvalho, pelo estilo de jogo. Depositava grandes esperanças em Nuno André Coelho. Que seja feliz, que nunca ganhe ao FC Porto e que seja vendido por um balúrdio.

4 comentários:

Miguel disse...

Ainda o tenho atravessado desde aquele penalty contra o FCP, mas com o tempo passa-me. Também não gosto muito da ideia de ceder o N. A. Coelho por uma bagatela, não podiam ter enviado o Pélé ou outro qualquer?

A confirmar-se (http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=212984), este sim agradava-me e muito, mas já deve ser pedir de mais.

Pentadragão disse...

O link "Aqui" não funcemina. Bota lá isso direito :=)

guardabel disse...

Já está a dar :)

maniche disse...

Do post anterior retirei esta frase lapidar:...a dupla Ricardo Costa e Bruno Alves, dificilmente serão jogadores para alinhar no 11 principal do FCP.

Muito se engana quem cuida!, diz o Povo. Estes radicalismos fazem-me sempre lembrar aquela máxima que ensina: - um relógio parado está certo duas vezes em cada dia!