quinta-feira, 25 de março de 2010

Um apito nunca vem só

O Hermínio já lá vai, saindo como virgem ofendida. O Ricardo Costa, vergonhosamente, ainda não se demitiu nem apareceu para explicar o inexplicável. Nada altera o facto do Porto ter estado indevidamente privado de um dos seus jogadores mais determinantes durante 14 jogos, mas o que não deixa de ser profundamente ridículo é a forma como esta gente se vitimiza quando, na sombra, orquestraram o enfraquecimento dos 2 maiores adversários do clube do seu coração. Não foi à toa que o SLB veio rapidamente tecer os maiores elogios ao responsável máximo da Liga cessante "pelos bons serviços prestados ao futebol português". Nós sabemos a que "serviços" e que "futebol português" eles se referem...

Esta decisão da Federação não é, ao contrário do que muitos parecem querer agora fazer crer, "política". Um dos mais conhecidos e independentes especialistas em direito desportivo, o Meirim, já tinha referido no jornal Público que só muito retorcidamente se poderia classificar os stewards da forma que o Ricardo Costa e os seus amigos da liga o fizeram com o intuito de obter o enquadramento para um castigo pesadíssimo.

O Porto não perdeu o campeonato só por causa da indevida suspensão do Hulk e do Sapunaru. Mas é legítimo supor que a disponibilidade do brasileiro resolveria muitos jogos e evitaria a perda de muitos pontos. Não se trata de um jogador qualquer: apesar de individualista, pouco evoluído tacticamente e ingénuo, é tão somente um dos jogadores mais desiquilibradores do nosso campeonato. E se é um facto que o poderíamos ter perdido por lesão ou por outra razão qualquer, o que é verdade é que o FCP ficou privado do seu contributo devido a uma decisão tendenciosa, tomada por um conselho presidido por um indivíduo que exibiu sem pudor o seu anti-portismo e que, não satisfeito com isso, privou ainda o Braga de um dos seus jogadores mais determinantes.

O Benfica poderia ter vencido este campeonato de uma forma minimamente limpa, mesmo descontando os erros de arbitragem tendencialmente a seu favor e a origem mais do que suspeita da montanha de dinheiro que serviu para comprar os Saviolas e os Ramires sem vender ninguém. Porém, quiseram ir mais longe, não correr riscos e, como o Orelhas disse em tempo não muito remotos, "fazer as coisas por outro lado". Esqueçam o brilhantismo táctico do parolo do Jesus ou as acobracias sul-americanas das vedetas benfiquistas - este campeonato ficará na história desportiva do país como o "campeonato dos túneis" e do Ricardo Costa.

16 comentários:

André Pinto disse...

Na mouche, pôncio. Onde anda Ricardo Costa? Para quem justificou o circo mediático que montou à volta do anúncio da sua decisão com "a defesa da transparência", não está a ter uma atitude muito transparente em não se justificar. Também é engraçada a ideia peregrina que agora as gentes galináceas propalam, Lucas incluído: ele agrediu e devia era apanhar 6 meses. Ainda que não seja essa a lei que se aplica, nem o caso. Tem que levar 6 meses. É o que o benfiquismo quer e o que o benfiquismo quer é lei (ou devia ser).

Assim, fazemos aqui um parentesis para explicar aos garnisés do costume a "subtileza" de interpretação em causa. Já a importância de existirem leis, explicaremos em outra ocasião, no espaço Rua Sésamo.

É um facto que Hulk e Sapunaru agrediram um steward no túnel da luz. Ponto. Segundo Ricardo Costa, os tais stewards são incluíveis na categoria de "agentes desportivos" (jogadores, maqueiros, árbitros, treinadores, etc.), com sanção correspondente a aplicar. Eu explico a gente como Lucas, porque existe uma lei que diferencia "agentes desportivos" do resto. Seria justo que um jogador levasse 6 meses de castigo por andar à porrada com um fulano qualquer num bar, na rua, etc.? E se o indivíduo for um colega de trabalho; um árbitro, um maqueiro, etc.? Entendem a subtileza? Assim, os intervenientes, "agentes desportivos", gozam de uma protecção especial na lei desportiva.

Ora, só uma interpretação extremamente rebuscada e benfiquista da lei, poderia considerar um steward como "interveniente no jogo", ou "agente desportivo". Da mesma forma, só os "agentes desportivos" estão autorizados a estar nos túneis de acesso, pelo que o Benfica tem explicações a dar neste caso. Mais: Ricardo Costa deu como provado - como disse literalmente na conferência - que os jogadores foram provocados pelos stewards em causa (e daí a atenuante de 6 para 4 meses).

Portando, e resumindo, o melhor jogador do FCP foi provocado no túnel da luz, por uma pessoa que não podia estar ali, não era agente desportivo, e acabou condenado como se tivesse agredido, por exemplo, um jogador ou um treinador (depois de 2 meses de deliberação, com perdas de dossiers pelo meio). Adicionalmente, o presidente do CD é uma pessoa afim do Benfica, que festeja as derrotas do FCP com champagne publicamente. Ora, se isto não é sacanagem da grossa, precaver o campeonato "por outro lado", não sei o que será.

Creio que enumerei factos e não inventei nada. Este campeonato fica na memória de todos como exemplo da falta de habilidade política de Luís Filipe Vieira, pela forma grosseira como tentou garantir o título através de expedientes enviesados, fosse pelo condicionamento dos adversários, usando o "boy" no CD, ou através de um único investidor no SLB, a família dos Santos.

E não precisava de nada disso.

dragaovenenoso disse...

Junto mais um ingrediente à receita. Foi comunicado aos clubes, mesmo antes de sair a sentença para os nossos jogadores, que os stewards passavam a ter autorização para estarem nas áreas restritas aos agentes desportivos e autoridades. Antes disso era proibido.

É mesmo engraçado. Fantochada de campeonato. desta vocês galinhas, aves, passarinhos, gayvotas e afiliados nunca se vão safar. Nem vocês nem o milagreiro do jesus. Que, apesar de ser um bronco, reconheço que deu um baile ao nosso treinador em ambos os jogos que disputou este ano. Vai ser o primeiro campeonato que vence e logo manchado de batotice.

Mas não é de admirar num país em que o que interessa é manter os boys no sítio e o povo adormecido com as vitórias do clube co regime.

O que vos consome a cabeça é que há um clube no Norte - e espero que apareçam mais - que vos lixa constantemente os esquemas.

É a força que o FCPorto tem, assim como os que nele se reveem.

JP disse...

Poncio, nada como mais 1 fait-divers, para desviar a atenção de uma das épocas mais desastrosas do FeCePe
esta novela agora começa, com o sai não sai do Sr Costa, o pedido de indemnização nos tribunais civis, etc, etc
cada vez se joga mais futebol fora do campo ddaassee!
não falo do meu Sporting, agora sou do Olhanense, mai nada!

tp disse...

Caros portistas,

1. Jp diz que esta é uma das épocas mais desastrosas de sempre do Porto. Meus amigos, como somos admirados e invejados! Reparem que este ano já ganhamos a super-taça. Poderemos ganhar a taça de Portugal. E fomos aos oitavos-final da Champions.Se o sborden tivesse muitas destas épocas desastrosas o caro JP andava permanentemente com uma erecção ( espero não estar a ser demasiado optimista, JP.... ).
Chegamos a um ponto em que o normal, para os nossos adversários, é o Porto ser campeão. Quando o não é, é o desastre.Parece um dos vários cretinos anti-portistas que escreve na Bola. Todos os anos anuncia que o Pinto da Costa está ultrapassado pois o Porto não vai ser campeão. Este ano talvez acerte. Tal como um relógio parado está certo 2 vezes por dia, assim tb esta figurinha alguma vez há-de acertar. Claro que o saloio de bigodes ganha 1 em cada 5 campeonatos e gasta uma fortuna para conseguir isso. Mas esse já é um génio e o seu modelo de gestão é sublime.
2. Disseram-me que quando saiu a notícia sobre a redução dos castigo as televisões convidaram para comentar esse facto o Querido Manha e o outro idiota que foi penteado à chapada pelo Queirós. Reparem que podiam ter convidado alguém ligado ao Porto para explicar o que pensavam fazer ou que implicações a pena injusta teria tido para o clube. Mas não, convidam imediatamente 2 anti-portistas para tentarem , não muito subtilmente, dizer que o castigo do CD da liga é que era o correcto.
3. Para os benfiquists que aqui rastejam, gostaria de lembrar o momento mais revelador de todo este caso. Foi quando o Ricardinho Costa ficou completamente histérico e recorreu, algo nunca visto, da decisão do CJ da FPF , sobre o caso do director de comunicação do Porto que não foi considerado agente desportivo pelo CJ, ao contrário do que queria o Costinha. E porquê tanto histerismo ? PORQUE NESSE PRECISO MOMENTO O COSTA PERCEBEU QUE NÃO TINHA A MÍNIMA HIPÓTESE DE QUE O CJ CONSIDERASSE OS STEWARDS AGENTES DESPORTIVOS ! Iria condenar os jogadores do Porto mas tal sentença seria anulada ! Daí todo o seu nervosismo e ter feito o que nunca tinha sido feito !
4. Agora é moda falar-se destas nojeiras e acrescentar-se " mas atenção, apesar disto o Porto não está a jogar bem, etc etc ". Isto dito por um portist tudo bem. Agora virem para aqui Lucas e outros dizerem o mesmo é ridículo! O benfas jogou mal durante anos. E, durante todo esse tempo, tinhamos sempre aqui benfiquistas a lamuriarem-se! Alguém já viu o Lucas ou outro qualquer benfiquista escreverem " O Porto comprou árbitros mas, atenção, durante esses anos não foi por isso que o benfas não foi campeão ! Não foi porque não jogávamos 1 charuto, gastamos tudo no treinador da águia Vitória e em conjuntos de livros de colorir para o Chalana."

Alguém os ouviu a dizer isso ?

André Pinto disse...

JP:

1) Uma manobra de bastidores, tendo em vista afastar os melhores jogadores dos adversários ao título, dificilmente pode ser considerado um "fait-divers";

2) Se fosse o Sporting, todos sabemos que muita lágrima ía benzer o muro das lamentações de Alvalade, não fosse esse clube reputado pelo constante queixume. Mas como é o FCP, é um "fait-divers".

3) Não indo pela baboseira do "fait-divers", os benfiquistas não negam a trapaça, alegando que o FCP TAMBÉM andou a roubar estes anos todos e agora é a vez do Benfas. Aqui se vê a superioridade, o perfil incorruptível dos benfiquistas.

tp disse...

uma pequena correcção: o Costa queria que os jornalistas fossem considerados agentes desportivos.

reine margot disse...

Aplaudo a sua escrita,tp. Bem dito...
Só gostava de acrescentar mais um ponto: - um fait divers é um acontecimento pouco importante, tornado importante pela sua divulgação em jornal ou tv... - acho que só mesmo um JP poderia achar toda esta embrulhada uma coisa sem importância!...
(-Mande embrulhar três!)

Quanto à real importância e aos danos que causou, ninguém poderá saber melhor do que os directamente envolvidos (os que pagam, os que investem, os que jogam e os que treinam) especialmente, claro, o Hulk, o Sapunaru, o Jesualdo Ferreira, que provavelmente muitas vezes deve ter passado noites sem dormir a tentar saber como ia compor a equipe!...
Isso é que é certo.

penta1975 disse...

@ tp

concordo com o que disseste, mas esqueceste-te de outros "pormenores" interessantes na tua abordagem final - são tantos para recordar ;):

1) os passarinhos também gastaram dinheiro a patrocinar uma vaca como escritora - é que o alto patrocínio do "Barbas" não chegava;

2) os lampiões também gastaram umas mocas valentes a «fazer as coisas por outro lado» - o que quer que seja que isso quer dizer, mas que, para mim, não me parece nada de bom nem de muito «glorioso»;

3) o Orelhas também gastou uns cobres valentes a «comprar lugares na Liga» ao invés de «comprar jogadores». e isso deve ser caro, "penso eu de que". ;)

saudações PENTACAMPEÃS!

Ribeiro DeepBlue disse...

Caramba, temos que dar o desconto ao JP porque ele pertence àquele clube que ainda hoje garante que perdeu um campeonato por causa dum golo marcado com a mão dum jogador do Paços de Ferreira.
Não foi por terem perdido em casa, passados 15 dias com o Rio Ave.
Não.
Foi por causa daquela mão malandreca que lhes roubou...2 pontos.
Perante isso, o que representa uma equipa ficar sem um dos seus melhores jogadores durante 15 dias?

Um fait-divers...

Ah valente...

Ribeiro DeepBlue disse...

Perdão, 15 dias, não.
15 jogos....

dragaovenenoso disse...

Li ou ouvi, já não tenho a certeza, que a decisão do CJ foi anunciada no prazo limite. Não sei se é verdade.
Mas a ser, esta é mais uma injustiça de que somos alvo, pois o Hulk podia ter sido convocado para o jogo da taça da bejeca. Podia até nem alterar muito o resultado, mas que o Hulk dá muito trabalho aos defesas, isso dá.
Desta forma quiseram dar uma de imparciais, mas a ser verdade o que li/ouvi, o tiro siu pela culatra, pois privaram-nos do Hulk mais um jogo, este decisivo.
Estas manobras de túneis devem ser obra do emigrante tuga-italiano que aprendeu com os mafiosos estes truques de bastidores.

dragaovenenoso disse...

Mais uma equipa que refere as provocações de que é alvo. Provocações são normais dentro do campo. Do banco para dentro do campo é que já não é aceitável. Mas pior que tudo é ver aquele anormal ex-lagarto a arrumar com o adversário, graças a uma entrada para o arrumar. E nem cartão levou. Quando não é no campo, é na secretaria OU vice-versa. É uma vergonha. Este anormal devia ser alvo de um processo e ficar parado tanto tempo como o que ficou lesionado. Assim é que seria justo.

o lado do futebol disse...

Boas.

Bom post

Vejam e comentem este:
http://oladodofutebolquenuncaviram.blogspot.com/2010/03/hulk-e-mais-10_28.html

Abraço

tp disse...

Sobre esta questão dos " fait-divers ", é provável que agora alguns comentadores portistas mencionem, por exemplo, a influência decisiva do Hulk no jogo de ontem.

Também é provável que alguns comentadores anti-portistas retomem a argumentação " que não foi por isso que o Porto perseu, etc, etc ".

Bom, a quem tenha estomago para assistir amanhã ao Trio de Ataque, vejam por favor se o cineasta ( mais conhecido, na imortal designação do Ribeiro, por Chechil B. de Mille )fala nisso.

É que não sei se se recordam que que este obstipado personagem chateou toda a gente no programa, aqui há 2 anos, com a peregrina tese que o benfas tinha perdido o campeonato porque o Fucille fez um lançameto lateral com os 2 pés no ar.Ora, o que é a influência da ausência do Hulk em 17 jogos comparada com este portentoso facto ?

penta1975 disse...

@ TP

eu sou dos que tem «estômago» para assistir a esse programa.
só começo a ter "pavio curto" para ouvir o advogado oficioso do Justiceiro da Liga. e cada vez mais. é que não há paciência para as 'alarvidades' que profere. enfim...

mas, permite-me mais um acrescento ao teu comentário: para além da reacção do dito ao regresso do "Incrível", estou bem mais curioso para saber a sua douta opinião sobre a entrada à Ka-tesoura-anis do "Carlos (mais um caceteiro-mor) Martins". é que o tipo lesionou gravemente um jogador influente do SC Braga e nem desculpas lhe pediu.

saudações PENTACAMPEÃS!

Ah pois disse...

Naquele clube vale tudo no relvado, até pontapear adversários caídos no chão.