terça-feira, 4 de março de 2014

Coisas que acontecem

Façamos de conta que não nos lembramos que António Figueiredo foi vice-presidente dos coisinhos. Façamos de conta, também, que não nos lembramos que António Figueiredo foi o presidente do Estoril que permitiu, juntamente com a cunha leal, aquele jogo no Estádio do Algarve. Olhemos, apenas, para António Figueiredo, o adepto vermelhusco, que, no ano passado, dizia isto, antes do Benfica-Estoril. Ora, ele é a prova provada de que o melão ainda não desinchou, a avaliar pelas suas declarações de ontem à RR. Para ouvirem, basta seguirem esta ligação e clicarem no botão do lado esquerdo com  legenda "António Figueiredo recorda Benfica-Estoril da época passada". Quem não tiver possibilidade ou não se quiser dar ao trabalho, aqui está a transcrição:
"No ano passado, os dois pontos que se perderam com o Estoril fizeram com que o Benfica não fosse às Antas festejar o título. Mas festejou durante quase o jogo todo. A sete segundos do fim é que as Antas se levantaram, porque até lá o silêncio era absoluto. Até sete segundos antes do jogo acabar, já com o prolongamento a decorrer, o silêncio era absoluto. Não se via azul, só se via gente branca. Mas, enfim, são coisas que acontecem, o futebol é isso mesmo."
A escolha das palavras e o tom de voz são elucidativos. Está lá tudo: ódio ao FCP e desprezo pelo mérito da nossa vitória. E a justificação através do cliché "são coisas que acontecem" serve para tudo. Tanto para a derrota naquele campeonato, como para um qualquer mergulho do Sulejmani ou para um golo irregular na Grécia. São "contingências do futebol", como ouvi o José Nunes, comentador da Antena 1, referir-se ao lance que deu a vitória sobre o PAOK.
No Restelo, a coisa foi tão escandalosamente evidente, que todos os órgãos de comunicação social, sem exceção, referiram o golo mal invalidado ao Belenenenses. Mas aquilo que certamente encheria uma página inteira, caso o beneficiado fosse o FC Porto, não passou de uma referência lateral em A Bola, que preferiu, como era expectável e obrigatório, destacar a obra-prima de Gaitán (fui só eu que achei aquele golo "normal", face à velocidade do jogador e ao adiantamento do GR?). Até a forma como se qualifica as exibições de trampa do "campeão anunciado" é indicadora de que "este ano tem mesmo que ser". Joaquim Rita, na Antena 1, dizia que o jogo mostrou "Um Benfica resultadista, que abdicou da nota artística".
Em relação à questão do Miguel Rosa, compreende-se o silêncio de parte a parte. É embaraçoso para o Belenenses admitir que preferiu salvaguardar os interesses do adversário em detrimento dos seus (a troco de quê, mais lá para a frente se saberá). Para os coisinhos, os verdadeiros paladinos da verdade desportiva, será certamente difícil explicar mais uma evidência deste "fazer as coisas por outro lado", ainda para mais quando a polémica já está para lá da esfera dos "jogadores emprestados". Acredito, porém, que qualquer dirigente vermelhusco veja nisto mais uma contingência do futebol, "coisas que acontecem" no campeonato português.

25 comentários:

Anónimo disse...

Vocês não passam de uns palhaços. Falam, falam, todos em pânico, palavras sem qualquer sentido, parecem barata tontas a correrem para todo o lado pois não entendem nada do que vos está a passar. Mas irão perceber uns mais tarde do que outros. Já há muitos a perceberem mas estão calados.

"Ides Sofrer Como Cães".

Aplica-se aqui tão bem.

Ribeiro DeepBlue disse...

Para o piu piu anónimo que aqui comenta:
Por muito que possamos sofrer este ano, de certeza que não iremos sofrer tanto como sofreste o ano passado ou em 8 dos últimos 10 anos.
Por isso, sossega a periquita, pois a sonda anal prossegue o seu trabalho dentro de momentos.

Anónimo disse...

@ piu piu Ribeirinho...joguem mais é à bola carago!!!

Ribeiro DeepBlue disse...

Que idade tens, Piu-piu?...

Ribeiro DeepBlue disse...

Como o piu-piu anónimo não percebeu eu vou explicar de outra forma.

A reação dos adeptos Benfiquenses e Sportinguenses ao provável falhanço Portista deste ano (embora, noutras latitudes ganhar uma Supertaça fosse considerado um feito extraordinário) faz-me sempre lembrar a anedota do garanhão da aldeia.
O garanhão da aldeia foi desafiado a aviar 20 mulheres seguidas.
O garanhão aceitou o desafio, perante toda a aldeia.
E lá começa: e vai uma, e vão duas, e vão três.
E sete...e dez.
Sempre, com ritmo e com alegria.
Chega à 17ª, começa a abrandar. A 18ª...complicado.
À 19ª exclama, exausto: "Não...con...siiiiiigo!"

E começa a turba ululante: "Pa-ne-lei-ro! Pa-ne-lei-ro!"

O "piu-piu anónimo" faz parte dessa imensa "aldeia" que acha que o clube que mais ganha no nosso páis, deve ganhar sempre, e que um falhanço eventual é o fim do mundo Portista.

Eu sei que este ano poderá vir a ser diferente e poderás ir finalmente para o Marquês desempoeirar o cachecol em vez de ficar em casa com o dedo enfiado no cú.

Há fenómenos assim.
Tipo Cometa de Halley ou alinhamentos planetários.

Como já disse, aproveita enquanto dura, no próximo ano, voltas a enfiar o dedo no cú.


Rui Rocha disse...

Hahahahaha..looooool,Ribeiro tiro-te o meu chapeu,mas o nosso estimado Anónimo se enfiar só o dedo é como se nao o tivesse feito,ele deve ter o Dito tao alargado e flacido, que o melhor é que meter a mao até ao cotovelo e com o punho fechado ..

Anónimo disse...

Um pinguim malvado...o homem tinha posto o lugar por três vezes à disposição e hoje é despedido?

Reles, mt reles!

cian disse...

Ribeiro, lol, do melhor que já vi em respostas na internet, estás lá!

Quanto ao post, ou ao anterior, concordo, mas também, "O inexplicável e o insustentável" é não haver ninguém na comunicação social, principalmente nos programas de futebol, a defender as cores do Porto, e a dizer o óbvio que comentaste aqui Guarda, isso magoa ainda mais do que uma derrota do Porto em 3 anos(já agora este "anos" pode ser levado como uma metáfora, tipo os 3 que tirámos ao Benfica, os 3 anos em que levam na bilha consecutivamente, contra tudo e contra todos até lhes vamos aos 3, ao do Sporting, ao do Benfica, e ao dos anti-portistas primários que pululam por esse país, 3 anus, 3 anos, 3 campeonatos, há quanto tempo nenhum dos dois ganha um tricampeonato? uma pista, não foi à 32 anos, pois, lá se vai o argumento da hegemonia...)

André Pinto disse...

Muito bom, Riberiro :)

Mas, permite-me, esta é parte da delícia ser portista: ver que os benfiquistas não perdem velhos hábitos de se exporem ao ridículo. E por isso dou graças. Será desta que acaba a "ingemunia" - fazem eles figas? Acabando ou não, é elevar a vitória ocasional à estratosferas da glória eterna, com as simulações parolas que já conhecemos...

Entretanto, como se impunha, Paulo Fonseca saiu, estando agora Luís Castro à frente da principal. O óbvio pode muito. Agora, é preparar a época que vem com regra e esquadro. Há tempo e saber para isso.

Dragão Azul disse...

À resposta do Ribeiro DeepBlue ao milhafre do ninho de vespas o meu efusivo aplauso: CLAP CLAP CLAP...

É de ir às lágrimas. Tadito do moço!

Ribeiro DeepBlue disse...

Piu Piu,

O Paulo Fonseca teve realmente o azar de estar num clube exigente como o FCP.
Se fosse no clube do Piu Piu, depois de tudo perder, tinham-lhe aumentado o salário para 4 ,milhões ao ano. Não é para qualquer um....

Miguel Lima disse...



caríssimos,


e, agora, a pergunta que se impõe é:

será que vamos continuar a ter as bancadas do nosso teatro de sonhos azuis-e-brancos despidas? será que vamos continuar a dar "trunfos" aos adversários, no nosso próprio reduto? será que vamos preterir o apoio ao nosso clube do coração, num momento peculiar como este, quando temos todas as condições para o fazer?

(afinal, foram três questões. mas estão inter-ligadas...)


@ Ribeiro
clap! clap! clap! clap! clap!
(it's a standing ovation


abr@ço
Miguel | Tomo II

Anónimo disse...

Piu piu's de Contumil, o vosso presidente é só estilo...he will survive...é só rir!

Ribeiro DeepBlue disse...

Anônimo, foooofo, não faças isso.
Depois chegas a casa e dizes "os moços grandes baterem-me".
A sério, muda de vida.

Anónimo disse...

Quando a direcção de uma instituição não está preocupada em provar a sua inocência, mas sim em eliminar as provas que a culpabilizam, está tudo dito... mais grave do que isso, os seus adeptos aceitam-no com orgulho, as instituições governamentais fecham os olhos e o povo olha para o lado... isto meus amigos, é definitivamente um sinal de um país destroçado, sem valores e completamente corrompido de espírito!
Neste caminho para a desgraça, muitas mentiras foram transformadas em verdades, o povo inculto e manipulado foi ingerindo e digerindo a velha máxima de ódio ao Benfica... Pinto da Costa trabalhou durante 30 anos para enriquecer, corrompeu tudo e todos e infelizmente foi bem sucedido e condecorado várias vezes por serviços prestados a Portugal, um país completamente perdido no seu vómito!
As notícias pomposamente atiradas para os jornais que o cadastro de Pinto da Costa continua a ser limpo, processo atrás de processo, são uma vergonha que toda a gente devia de repudiar, mas acabam por o aceitar como uma normalidade, de uma forma passiva, preocupante e revoltante... que Portugal é este em que eu vivo!

Anónimo disse...

O homem que vendeu a alma acaba de sair do FC Porto sem glória... coisa rara para os lados de Palermo, com jogadores banais, salários em atraso e com a equipa completamente desmotivada, Paulo Fonseca não fez milagres e acabou por cair da cadeira de sonho... o cromo que se segue é Luís Castro, o treinador líder da 2ªLiga que não conseguiu dizer BENFICA quando foi derrotado copiosamente no Seixal por 3-1, na 1ª volta da 2ªLiga... será ele o milagreiro e o que irá tentar relançar o FC Porto no campeonato nacional e fazer frente ao Benfica na Taça de Portugal e na Taça da Liga, ou será apenas o treinador interino até conseguirem quem realmente querem... veremos, mas quero ver se Paulo Fonseca era assim tão mau ou se é a estrutura infalível que está em declínio!

Miguel Lima disse...



«Quando a direcção de uma instituição não está preocupada em provar a sua inocência, mas sim em eliminar as provas que a culpabilizam, está tudo dito»

"o que é que virá por aí sobre o Carnide?", pensei depois de ler um começo tão promissor. infelizmente o que veio a seguir foi mais um chorrilho de propaganda lampiónica.

pergunto - e sem me querer imiscuir em assuntos de administração de um espaço que não é meu mas que prezo bastante:
será que não dá para "arejar" o ar? se eu quiser ler (que não quero) opiniões de lampiões sei bem onde me dirigir. e já me bastam os artigos no pasquim da Travessa da Queimada...

abr@ço
Miguel | Tomo II

Ribeiro DeepBlue disse...

De que gaiola saiu esta ave rara?...

Lucho disse...

Para este anónimo que acaba de escrever estas maravilhas da ciencia corruptiva, só quero dizer o seguinte: CALABOTE, ESTORIL GATE, VALE E AZEVEDO.........realmente desde 1956 ou 1958 ou mais coisa menos coisa, que vivemos num país de vómito avermelhado.......anónimo: mete mais tabaco nisso que da-me a sensação que tá forte demais para a tua cabeça lampiónica inchada......

.:GM:. disse...

De facto, que vómito de país é este onde vivemos:

http://www.ionline.pt/artigos/dinheiro/divida-17-milhoes-luis-filipe-vieira-ao-bpn-assumida-pelo-estado

Mas há quem esteja mais preocupado com o futebol e acuse outros de enriquecerem ilicitamente.

André Pinto disse...

Acho que todos sabemos quem é este anónimo. A prosa é inconfundível. As razões para não assinar, também são sabidas, não fosse este um dos piu-pius que andavam aqui há uns 3 anos escrevendo que Cardozo era melhor do que Falcão, que Hulk era um flop e que a hegemonia do FCP tinha acabado. Depois, desapareceu de circulação pelas mesmas razões que o levam agora a manter o anonimato neste espaço. Agora que o SLB está por cima, torna à carga, comportamento normal e expectável num cobarde como ele.

Acho que não vale a pena estarem a alimentar debate, penso eu de que.

Ribeiro DeepBlue disse...

Os regeneradores do futebol português, ontem, abandonaram uma reunião da Liga desconhecendo as regras básicas dum conceito chato pra caraças chamado "democracia".

É um pouco como a velha anedota em que está um gajo a marchar ao contrários dos outros todos e a mãe embevecida grita

"Só o mê 'filhe' é que está 'bêm'"


Além disso, os dois valentões virarem a cara à luta com um septuagenário que ainda há pouco tempo foi operado ao coração leva-me a dizer :

"Dasse! Temos homens!!".

Só não há é tomates.

Ser recebido pelo Cavaco apresentando-se como o Galahad da Verdade Desportiva é muito mais fácil, não é?...

Eu olho para as três figuras que sairam ontem da reunião e só consigo ver uma pila murcha com um testículo de cada lado.

Swoo Sousa disse...

Sim, o Miguel Rosa fartou-se de jogar contra o Porto.

Olha, espera, não jogou contra o Porto.

Mas fartou-se de jogar contra o sporting.

Olha, espera, não jogou contra o sporting.

Miguel Rosa, o super jogador que não joga contra os grandes.

O Benfica é mesmo esperto - põe uma cláusula para o Miguel Rosa não jogar contra ele pois o Miguel Rosa é um craque mundial e partia o benfica todo e para disfarçar não deixa jogar o Migeul Rosa contra o porto e o sporting.

Ricardo Pinto disse...

O voz de bagaço que é presidente dos calimeros marcou uma conferência de imprensa para as 20:00, convencido que ia ser notícia de abertura dos telejornais, e afinal ninguém lhe ligou patavina. Foi, como é costume, notícia de última página.

Ainda me estou a rir desta grande manobra de indignação calimera ;)

Miguel Lima disse...



ó swoo "Sousa", gostava mesmo de saber se estarias cm essa prosápia toda se o clube prevaricador fosse um mais a Norte, lá para os lados do mercado abastecedor do Porto, em Campanhã.

és só mais um a engolir a "propaganda" que te impingem, choras por mais e nem páras dois minutos para considerar o seguinte: não está em causa o que o jogador (não) jogou e contra quem antes do encontro de Belém mas, isso sim, o facto de ter sido impedido de jogar de início porque houve "alguém" que, só sendo detentor de uma percentagem do seu passe num futuro negócio, impôs a sua vontade e a condição de esse jogador (pelo qual não é o seu "patrão") não poder jogar, sequer se sentar no banco de suplentes...

mas, como tu és mais um paladino da "verdade desportiva" e apoias este tipo de verdades inconvenientes, seria demais pedir-te aquele esforço suplementar. qual esforço? andas distraído, pá. o de pensares por ti próprio e sem ser com os cotovelos.