domingo, 6 de maio de 2012

Olha que festa mais linda

1. Hulk corre em direção à grande-área e, a um metro da mesma, em posição frontal, é rasteirado por trás por Onyewu. Pelas regras do futebol, cartão amarelo. O árbitro cumpriu.
2. James finta Polga na pequena área, a dois metros da baliza, em posição frontal, e é "varrido" pelo defesa do Sporting, quando se preparava para marcar. Pelas regras do futebol, cartão vermelho. O árbitro cumpriu.
Pelas regras do futebol, Pedro Proença esteve bem nestes dois lances. Já não esteve tão bem quando decidiu tentar equilibrar as forças, à boa maneira portuguesa, expulsando Fernando num lance em que nem sequer houve falta. Pelo meio, durante o jogo, uma série de equívocos em faltas no meio campo que penalizaram o FC Porto.
Pelas regras do Rui Santos, não foi nada disto que se passou. Acabei de o ouvir na antevisão do seu "cantinho dos tristes" na SIC Notícias e passo a transcrever o que ele disse.
"Pedro Proença, do meu ponto de vista, esteve mal. Julgo que houve uma clara dualidade de critérios, mais uma vez, que prejudicou bastante o Sporting. Nos lances das expulsões há um excesso de zelo por parte de Pedro Proença, que não se justifica, sobretudo num árbitro da craveira dele. Estes árbitros, que têm experiência e estão bem cotados a nível internacional, têm obrigação, nos jogos domésticos de ter uma maior amplitude em termos das decisões que são cruciais para o desenrolar de um jogo. Neste caso concreto, eu julgo que o Sporting foi bastante penalizado porque acaba por sofrer a derrota depois das expulsões."
Palavras para quê? É o antiportismo remunerado ao mais alto nível!

6 comentários:

Netshark disse...

Em noticias nada relacionadas, o 2o classificado viu-se e desejou-se para ganhar por 1-0, ao União de Leiria.
Nem a presidência de um aldrabão maior, que o presidente do segundo classificado, que depenou o União de Leiria do pouco talento que tinha, ajudou o segundo classificado a ganhar uma jornada de borla, sem qualquer esforço.
Pela segunda vez nesta época, o mesmo treinador recebe assobios por ganhar um jogo, ao que se juntou uma tempestade de lenços brancos.
Realmente quando se está no topo, o caminho só pode ser para baixo.

Ribeiro DeepBlue disse...

Estou a ver o medico demente. Começou bem: o vermelho ao Polga foi mal mostrado ( atenção que ele nem viu o jogo ) pois o "James ia a correr para trás".
.???!!!!
Ele tem razão, eu acho que o James ia a correr em direcção à baliza do Helton...pifou de vez o "dotore"...

André Pinto disse...

As declarações de que o título foi sonegado ao Benfica, prosseguem na comunicação social, sem qualquer espécie de reacção por parte das instituições visadas, que, pelos vistos, não se sentem feridas na sua idoneidade. Agora é Artur Moraes, no habitual jeito cobarde de acusar escondendo a mão que atira a pedra, nunca referindo nomes, sem especificar os detalhes da conspiração, quem afirma ter sido o Benfica impedido de chegar ao título.

Até aí estamos de acordo. Foi impedido pela inépcia de Jorge Jesus, pela má prestação dos jogadores em momentos fundamentais do campeonato e pelo FCP, que não claudicou relativamente aos pontos que era obrigatório ganhar. A frustração e desnorte benfiquistas advém do fracasso total de uma época que estava cantada, sobretudo considerando a forma escandalosa como estavam sendo levados ao colo. Recordo as roubalheiras de igreja verificadas nos jogos com Feirense e Paços de Ferreira, agora envoltas num esquecimento selectivo, um silêncio brumoso. Gritam, num acto de esquizofrenia, que Aimar foi injustamente expulso no jogo com a Olhanense, após colocar os pitões na barriga de um adversário, com a bola a dois metros de distância. Vociferam contra o golo irregular de Maicon na Luz, não referindo que o tal fora-de-jogo "claríssimo" era tão óbvio que os jogadores do Benfica, em campo e no momento, nem protestaram. Também não referem que perderam 11 pontos para FCP e não os 3 do confronto directo na Luz. Daí que seja natural, após a perda de 5 pontos de vantagem e com tudo arranjadinho na arbitragem, sentirem que foram impedidos que chegarem ao título.

É que, sabem, o Benfica não joga sozinho e há aquela chatice de ser contrariado....

P.S.: Chupa-me a tola, Artur, e que a Rennie te salve do afogamento na própria azia.

Ribeiro DeepBlue disse...

O Sport Lisboa e Batata Frita acha que devia ter ganho o campeonato porque foi roubado.
O Sporting Depósitos de Portugal acha o mesmo.
Isto quer dizer que há neste momento dois auto-proclamados campeões.
A tabela classificativa com os pontos que dizem que o FCP é que está à frente,e a contraria esse sonho molhado, é que é uma porra...

Então, nada melhor que, à boa moda cigana, fazer durar as coisas:
Ora fala um, ora fala outro, Jesus, Carraça, Gabriel, Artur.
Tudo conjugado para vir o Fofinho Líder daqui por uma semana ou duas, em "grande entrevista" ao Pravda, dar a sua "visão" sobre o campeonato.
Onde irá falar de árbitros, pois claro.
Mas até lá, ainda teremos o Tó Becas, limpador de latrinas no Estádio da Luz, em entrevista exclusiva a demonstrar por A+B, porque deveria ter sido o Sport Lisboa e Batata Frita o campeão este ano.
Depois segue-se a Dona Gertrudes, caixa no bar 9. Finalmente, como prelúdio à "grande entrevista" uma reportagem em directo de Madrid onde Coentrão nos dará a sua visão sobre a justiça do campeonato.

Tão bom.


PS: Patetic de Madrid não consegue pagar o Falcão. Quer dar Salvio para amortizar a dívida. Apesar de poder ser um interessante exercício sociológico ver as reacções ao ingresso desse jogador no bicampeão nacional, pergunto: para que queremos esse cepo?...

André Pinto disse...

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Benfica/interior.aspx?content_id=755998

Jesus:"Anda para o meu balneário."

Não foi uma frase semelhante que tramou o Bibi?

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

@ Ribeiro

em tempos de crise e de alguma frustração, para lá da família, só tu me consegues soltar gargalhadas genuínas ;)

obrigado!

abr@ço
Miguel | Tomo II