quinta-feira, 3 de maio de 2012

Já temia o pior

O nosso amigo Ribeiro DeepBlue já não vai ter de rasgar o cartão de sócio. Jorge Jesus continuará ao serviço do segundo classificado, pelo menos até começar o próximo campeonato. Ele está no "maior do mundo" por isso não quer andar "para trás". Está no clube que o merece, o clube que lhe permite conquistar uma Taça da Liga por ano. Ufa, que alívio!

10 comentários:

inuite disse...

tás mm c falta de assunto, pelos teus últimos quatro postas só te sai arbitragem, gozo lampiónico, o teu segundo clube , o Bilbao, agora ficas aliviado por n teres o Jasus,mas acontece que tens o VP, um clube falido, pronto vendam lá o Binte Milhões, um plantel que vai sofrer uma sangria, e ganhaste o campeonato num campeonato de merda, be querias pertencer à liga espanhola, mas aqui é mais em terra de cegos...

Ribeiro DeepBlue disse...

Até me vieram as lágrimas aos olhos...
Que entrevista notável.
O treinador mais labrego do Universo acha que ir para o FCP seria baixar na carreira.
Por uma vez, vou dar razão aos ...quistas e dizer que, sim senhor, o ----ica é muito superior ao FCP.
De facto o ****ica é que é!
A cadeira de sonho é no %%%%%%ica!
Viva o #####ica, pois.

E para quem diz que as vitórias do //////ica não são a cores:
Cinza claro, cinza escuro, cinza assim-assim, branco e preto!
Tomem lá fresquinho!

Pôncio disse...

Esta entrevista do JJ foi a melhor notícia que recebi nos últimos tempos. Linda, comovente: como portista que teria vergonha de o ser caso este parolo viesse a ser nosso treinador, estou profundamente emocionado. Obrigado à "Bola", que nos prestou um excelente serviço: será preciso que o PdC fique gágá para que engula um sapo destes.

Ribeiro DeepBlue disse...

Intuíste, este post era sobre o clube da Batata Frita, nao era sobre o quarto classificado do tal campeonato de merda. Sim, porque melhor do que ser segundo ou terceiro classificado num campeonato de merda, só quarto classificado no tal campeonato de merda. Claro que tentar explicar isto a um adepto dum clube que nao é BICAMPEÃO há uns meros 47 anos pode ser um pouco complicado. O medico demente do teu clube, na ultima segunda em mais uma das suas delirantes intervenções disse que o SCP era melhor que o FCP. Lá esta a diferença subjectividade e objectividade. Subjectivamente, o SCP é melhor que o FCP. Objectivamente, o FCP, nos últimos 2 anos ganhou 6 trofeus e o SCP nao ganhou um caralho, nem daqueles das Caldas.
Pode ser que com mais uns depósitos de 2000 euros cheguem lá.
Bons sonhos húmidos...

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

« objectivamente, o FCP, nos últimos 2 anos ganhou 6 trofeus e o SCP nao ganhou um caralho, nem daqueles das Caldas »

"priceless" (impagável)
de lágrimas :D

abr@ço
Miguel | Tomo II

André Pinto disse...

Confirmado o resultado da incompetência própria - que juntamente com uma recta final certinha do FCP - permitiu a festa do título no Dragão, Jorge Jesus revela um traço de (falta) carácter novo, a juntar ao lixo que já lhe conhecíamos: a cobardia. Que o tipo tem um tremendo mau perder, já estavamos fartos de saber; da sua imensa javardice até no arquipélago das Bijagós se fala; os seus erros profissionais são mais patentes que o seio de Cicciolina. Mas esta estocada final, não assumindo, entre declarações ranhosas, o desastre do seu planeamento, os erros infantis em momentos chave, enfim a responsabilidade pelo gigantesco falhanço do Benfica, era inesperada. É de uma cobardia, um baixo nível indizíveis o comportamento de Jorge Jesus. Para impedir que os adeptos benfiquistas lhe peçam responsabilidades e até a sua demissão, Jorge Jesus ora se justifica com árbitros, ora elogia a grandeza do clube. Quanto mais o seu lugar estiver em causa, maior será a grandeza do Benfica nos seus escorbutíferos lábios. É um espectáculo confrangedor.

Agora podemos afirmar que Jorge Jesus é um treinador em perfeita sintonia, se não com o clube, pelo menos com o perfil da direcção. Ora veja-se: LFV nunca escondeu saber pouco da parte técnica do futebol, tal como Jorge Jesus. As virtudes de LFV resumem-se a alguma capacidade na gestão, tal como Jorge Jesus é capaz de construir um plantel. Têm os dois o mesmo nível cultural, que é a pré-primária do ensino especial. Há a mesma tendência para a hipérbole megalómana na atitude do técnico e da direcção. E agora, finalmente, tal como LFV quando confrontado com o tremendo falhanço nas suas promessas (300.000 sócios, a espinha dorsal da seleção, o fim da hegemonia do FCP, aliás, em duas tentativas, ser melhor que o Real Madrid, a possibilidade de ganhar a Champions, etc.), Jorge Jesus revela a sua total falta de brio profissional agarrando-se ao cargo com unhas e dentes, como um verme. Tal como LFV, só sairá do Benfica a ferros.

Felizmente, digo eu.

LC disse...

Gosto efectivamente do facto de alguns labregos dos eternos segundos e quartos postarem aqui alguma coisa!! Tamos a ficar sem grandes noticias e esses grunhos fazem-me rir!!!

Unknown disse...

Como diria a boa gente da minha terra: Nosso Senhor o conserve por lá muitos anos!

ALBINO disse...

COMO DIRIA A BOA GENTE DA MINHA TERRA: QUE NOSSO SENHOR O CONSERVE POR LÁ DURANTE MUITO TEMPO. AS NOSSAS HIPÓTESES DE SER CAMPEÕES AUMENTAM EXPONENCIALMENTE. O GAJO É BOM PARA QUEM É...

Ribeiro DeepBlue disse...

Inuite, esta é para ti, querido:

http://zappin.me/LaYyDisCac