terça-feira, 20 de março de 2012

Mais uma surbia para a segunda circular faxabore

Perdemos e é justo que isso tenha acontecido - quem só corre atrás do prejuízo não merece melhor sorte. Além do mais, na modalidade de corrida desenfreada, bola para a molhada e transições rápidas o SLB é melhor do que o FCP - o nosso esquema não é este: é posse de bola, carago! Claro, claro, sem Fernando para pôr ordem na cabeça da área e um médio como o Belllushi para a guardar  a coisa fica bem mais complicada, mas a verdadeira diferença fez-se nos pormenores: eles quiseram mais e nós asneiramos muito.

Curiosamente, os marcadores dos nossos golos foram, muito provavelmente, os que fizeram menos e asneiraram mais - Lucho perdeu muitas bolas e não recuperou quase nenhuma; Mangala é quem se precipita no lance do primeiro golo e quem permite que uma lesma como o Cardozo se isole no lance do terceiro - pelo meio fez mais alguns passes estúpidos mas, paciência, o homem é novo, tem um potencial físico impressionante e há-de aprender a jogar simples.

Gostei de algumas coisas do Alex Sandro, da generosidade do Kleber, do Defour e do Sapunaru (quem dá o pouco que tem não pode ser censurado por isso) e, sobretudo, da classe e do querer do João Moutinho, que em pleno período de descontos ainda lutava, corria, jogava e fazia jogar como se aquilo tivesse começado há momentos. PdC tinha razão quando dizia que aquele gajo é um jogador "à Porto".

Não gostei das ausências do Hulk e do Álvaro Pereira, que apesar de algumas boas intervenções passaram ao lado do jogo por largos períodos - o Incrível teve como oponente o mais lento e incrivelmente mais gordo defesa esquerdo que enfrentou esta temporada e só tirou partido disso no primeiro quarto de hora. Também não gostei da tardia entrada em jogo do James e dos breves minutos oferecidos ao pobre do Iturbe - VP está a testar a resistência mental do puto ou então algo se passa com o "mini-Messi". O resto da malta fez pela vida, sem grande alma nem grande rasgo. Poderia até ter sido pior, não fosse alguma sorte nos lances em que a bola embateu nos postes e na barra da nossa baliza.

Foi-se a Bejeca (como de costume), esperemos que se salve o essencial. Esta época nunca mais acaba...

6 comentários:

cian disse...

Caros,

Costumo jogar um jogo de futebol para PC com alguns colegas no trabalho, às vezes ganho, às vezes perco, com um amigo Sportinguista ultimamente tenho perdido mais vezes porque realmente ele é bom a jogar no PC, em jeito de brincadeira digo, depois de ter perdido já dezenas de jogos com ele, "agora é que é, quem ganhar é o melhor", e partimo-nos a rir, e às vezes acontece eu ganhar, ora a BOLA em jeito de brincadeira colocou o título ontem "Tira-Teimas" o que só pode ser mesmo uma brincadeira porque não sei que teima poderia o Benfica tirar deste jogo que não o que já foi dito neste post sobre bejecas.
Melhor ainda o treinador dos encarnados disse "provámos que somos melhor equipa que o Porto".

Ora segundo a lógica benfiquista de Jesus(e o PdC quer este homem no nosso clube, cruz credo) o facto de nos últimos 30 anos o Porto ter ganho mais do dobro de taças internacionais do que o Benfica em toda a sua história, o facto de os "limparmos" quase sistematicamente em campeonatos, o facto de nesta época e na anterior o Benfica apenas nos ter ganho 2 jogos e perdeu 5, provou para Jesus que o Benfica, porque ganhou hoje, é melhor que o Porto.

Ora agora imaginem se dissesse isso a sério ao meu amigo sportinguista na próxima vez que ganhasse a ele no computador, existe um nome para isso, só que eu agora não me estou a lembrar do que é.

Enfim, venha mais uma que eu também bebo...

cian disse...

P.S.: É bom não esquecer o facto de que o estádio da Luz vai receber a final da Liga dos Campeões de 2014, a UEFA em vez de escolher o estádio mais eficaz, limpo, bonito, com mais jogos de champions, onde uma equipa já ganhou duas taças europeias no seu caminho, um estádio único no mundo, preferiu o estádio de Lisboa, mais uma vez a crise teve uma palavra a disser e Passos Coelho e o presidente da Câmara de Lisboa devem estar eufóricos com esta decisão, mais uma vez o Norte foi desprezado em relação ao sul, os milhões e o prestígio vão para o sul e não para o Norte, como diria alguém que percebe do negócio, com amigos destes lá fora quem é que precisa de inimigos cá dentro...

Mas analisemos bem, afinal não é todos os dias que se tem a oportunidade de festejar num salão de festas a conquista de uma taça europeia no campo do arqui-rival, e se juntar-mos a isso, a escuridão, um céu estrelado, e água a "nascer" do chão, que mais pode um portista querer? Justiça divina?

Eu faço já a minha promessa, se o Porto ganhar a Liga dos Campeões em 2014 eu deixo de ver, ouvir, ou falar de futebol, e nunca mais me vou preocupar com este desporto :)

é como um final feliz...

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Esta derrota castiga sobretudo os erros defensivos, muito bem aproveitados pelo adversário.

A exibição portista foi aceitável e o resultado mais justo seria o empate.

Gostei da forma como os atletas se bateram, demonstrando querer vencer o encontro.

Não gosto de ouvir os nossos responsáveis e atletas dizerem que o troféu não era prioritário. Acho de uma infelicidade atroz e de pouco desportivismo. Afinal, goste-se ou não do modelo, este também conta para o ranking de títulos que nós ainda lideramos.

Não podemos nem devemos ser tão benevolentes.

Um abraço

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

só para reafirmar que o Mangala tem "apenas" vinte e um anos e com uma enorme margem de progressão. tal como o Kléber - apesar da (aparente) nulidade que evidencia nos últimos jogos em que entrou.

o que gostava de (pres)sentir era o nosso treinador ser capaz de motivar e de rentabilizar a matéria-prima que tem em mãos. e um jogo como o de ontem tinha todos os condimentos para tal.
mais um exemplo: que motivação terá o Iturbe para o que resta da presente temporada?

outra nota:
esta está a ser a antítese da época transacta.
preciso de recuar aos tempos do Ivic e do Carlos Alberto Silva para sentir tanta "estranheza" da nossa massa adepta - e minha, também - para com a equipa do nosso coração...
mesmo assim, ainda «acardito»

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
Miguel | Tomo II

André Pinto disse...

O FCP não jogou mal de todo, mas o SLB esforçou-se muito mais e ganhou com naturalidade.

Achei piada ao Moutinho, que fez um excelente jogo (mais um) tentando minimizar a coisa. Oh Moutinho, no FCP a prioridade é só uma: ganhar tudo. Seja a Taça da Loirinha, ou os Master do Universo.

Também gostei de ouvir o Vítor Pereira lamentando-se de não ter jogadores suficientes para o meio campo. Das duas uma: ou o tipo gosta de chamar idiota ao adepto, ou então é uma mensagem interna. Sim, porque o natural é que a gestão do plantel seja, em primeiro lugar, responsabilidade do treinador. Vítor Pereira fala como se lavasse daí as suas mãos. Importaria clarificar isso.

Ou então... http://www.youtube.com/watch?v=8uI1le8Qc1U

Ribeiro DeepBlue disse...

Cian,
penso que um estádio para receber uma final da Liga dos Campeões tem de ter no mínimo 60 000 lugares.
Mesmo que seja um penico.