sábado, 25 de maio de 2013

Au revoir

Enquanto ainda ecoavam os gritos de festejo de mais um título e os coisinhos estavam alegremente entretidos com as superlativas qualidades de todos os sérvios entretanto contratados, o FCP iniciou uma nova fase da sua história desportiva com a venda do Moutinho e do James. Por melhor negócio que seja realizar a venda de 2 jogadores por 70 milhões de euros, é difícil ficar contente com o ocorrido.

Ninguém duvida da capacidade que o Porto tem tido em descobrir jogadores com potencial e transformá-los em vedetas do futebol mundial, mas é igualmente indesmentível que da fantástica equipa com que Villas Boas venceu quase tudo pouco sobra: partiu Falcao, Hulk, Alvaro Pereira e vários actores secundários desse filme (Bellushi, Guarin e Sapunaru).

Agora que partiu Moutinho e James, sobra apenas um protagonista, Fernando, que é pouco crível que permaneça por cá mais uma temporada. Dos mais utilizados naquela fantástica equipa restam ainda Helton, Maicon, Otamendi e Varela, bons jogadores, claro, mas não daqueles que decidem campeonatos. Trata-se, verdadeiramente, do fim de uma era.

Não tenhamos ilusões quanto ao futuro próximo: recomeçar significa abdicar de quaisquer pretensões a um percurso na Champions que vá além da primeira eliminatória. Sejam quais forem os substitutos, precisarão por certo de tempo e a capacidade da equipa superar gigantes europeus com outros argumentos estará limitada. Certezas, apenas duas: Jackson Martinez e Alex Sandro. Jogadores perto do desse nível, apenas 2 e caminhando em direções opostas devido à idade: Mangala e Lucho. O resto como, disse, são "apenas" bons jogadores (Danilo, Otamendi, Maicon, Defour, Izmaylov, Castro e Varela) e algumas incógnitas (Kelvin, Atsu e Abdoulaye). É curto.

Por fim, a questão do "líder", que decididamente não reconheço em Vítor Pereira. Apesar de 2 campeonatos conquistados em 2 temporadas como treinador principal e de apenas uma derrota nos jogos da Liga, o futebol praticado raramente empolgou, a concorrência só não nos bateu duas vezes por manifesta azelhice e a verdade é que o Porto tinha e tem o mais caro plantel a atuar em Portugal. Acresce que, fruto da crise, os clubes medianos deixaram de ter jogadores acima da média, o que resultou e resultará crescentemente em campeonatos disputados a 2, em que cada vez menos pontos serão perdidos pelo Porto e pelo Benfica, e em que (quase) tudo se decidirá nos confrontos diretos.

Uma palavra especial para João Moutinho: apesar de não ser por certo um "portista", Moutinho foi sempre um "jogador à Porto", mesmo quando estava no Sporting. Garra, talento e profissionalismo transformaram-no num daqueles jogadores que "faz uma equipa", não pelos golos que marca ou sequer pelos que dá a marcar. O talento único de Moutinho é o ritmo a que joga, o discernimento com que percorre os espaços e a regularidade com que joga bem ou muito bem. É por isso que James será facilmente esquecido e que o algarvio deixará muitas saudades.

8 comentários:

reine margot disse...

Não entendo muito bem o raciocínio: todas as equipes têm de ter carregadores de piano e entregadores de pizza... e, são exatamente esses que definem os jogos e os campeonatos. Se não fossem esses, as vedetas lixavam-se. Nesse contexto, o Moutinho nunca foi uma vedeta e nunca o será. Nunca o vi definir jogo nenhum - a não ser na seleção - sempre o vi a marcar o ritmo, mas sabe Deus quantas vezes deveria ter rematado à baliza e não o fez. O James é diferente. Acredito que com o devido mimo e estatuto de vedeta ele se afirme como um definidor. E, se isso acontecer olharemos com saudade...
Porém não vejo que nenhum dos dois seja de muito difícil substituição.Sinceramente. Se me dissessem que o Jackson iria embora aí sim ficava mal...

sardonicus disse...

Nada mau para uma maçã podre, hem, poncio?
Acho que é um jogador que deixará saudades em qualquer clube por onde passar e o exemplo vivo de que os homens não se medem aos palmos :-) Grande abraço!

André Pinto disse...

É isso mesmo. James é um jogador talentoso. Moutinho é um fora-de-série, daqueles que veste a equipa e deixa tudo o que tem em campo.

Quanto ao facto de estarmos a entrar num novo ciclo, tal é inegável. Nem acredito que Lucho mantenha a titularidade. Assim, se sair Fernando, perdemos o meio-campo na sua totalidade. É necessário salientar que, no momento em que se deu, a contratação de Moutinho eliminou os habituais períodos de adaptação, porque era já um jogador feito e com créditos firmados. Dos nomes que tenho lido, apenas o de Herrera me parece ter classe e talento para aceder ao 11 titular. Vai ser uma época difícil.

cian disse...

O melhor post do final da época Poncio, parabéns, apareces tarde mas quando apareces arrasas a concorrência( e não estou a falar do Guardabel, que claramente faz um exelente trabalho no blog, estou a falar da restante blogosfera portista)
Concordo com tudo o que dizes neste post, assino por baixo, espelhaste completamente o que sinto e o que deve ser dito neste momento para a nação portista, por muito que me custe, ainda acredito numa final na Luz da Champions, espero que venham homens feitos para chegarmos lá, mas é quase impossível como bem dizes, acabou-se um ciclo mas um ciclo com um final feliz ao contrário do de Jesualdo Ferreira, a não ser que PC faça o grande erro de dar mais um ou dois anos a Vitor Pereira.
Também eu me despeço de João Moutinho com uma lagriminha no olho, por aquele golo na meia final da Taça da Portugal na Luz, Reine Margot não decidiu aquele jogo e a eliminatória? E admito-o, custou-me muito a engolir o João Moutinho, e logo agora que estava a saber bem , vendêmo-lo. Por James todos sabiamos e sabemos o seu valor, se tudo correr bem vai ser um dos melhores do mundo, e já agora a maior transferência de Portugal 45 milhões :) quanto a Moutinho e aos que dizem que deveria ir por mais, é só reparar que Moutinho a tal "maça podre" rendeu ao Sporting 14,5 milhões, quase o valor que o Sporting vendeu Ronaldo ao Manchester, 15 milhões, a não ser que os Sportinguistas achem que o Moutinho é o melhor jogador que alguma vez passou naquele clube, como disse PC deveriam mas é ficar muito satisfeitos, ainda vão faltar muitos anos até os calimeros se curarem da doença que sofrem.

Tenho de deixar também uma palavra de apreço ao Helton, se não o fiz antes, que nos últimos jogos foi um verdadeiro profissional, não vacilou, não brincou, e foi enorme, os meus parabéns e os melhores desejos para o futuro.

cian disse...

Quanto ao futuro, que só Deus sabe, ai estão os meus desejos para as próximas épocas:

1 guarda redes de topo(pode ser o Patrício como diz o nosso presidente)

Quanto a defesas centrais não acredito que precisamos de nenhum, a não ser que saia o Mangala, que creio que PC e o FCP estão a fazer tudo para o segurar as mãos gulosas do Mónaco.
E se o Rolando não sair, porque até não o acho assim tão mal como muitos dizem, também o critiquei mas nunca o achei como agora muitos o querem fazer, uma besta, Rolando é um bom central, basta ver que mandamos o Ricardo Costa embora e tem sido consecutivamente um dos melhores jogadores no Valência, mesmo que não seja titular Rolando ainda pode ser útil ao clube.

Precisamos de um substituto ao Danilo, mas um grande substituto, um bom defesa de raiz do lado direito.

Precisamos de um grande centro campista para colmatar a saida de Moutinho, Tiago Rodriguez e Herrera são muito novos, quem virá então?

Extremos temos para dar e vender, mas se calhar precisamos de uma certeza em vez de muitas promessas.

Médio defensivo, de certeza, Fernando não só fala demais, como não vive às expectativas do que está sempre a dizer que é, sinceramente não vejo nada de especial nele, como pode um medio defensivo do Porto todos os dias dizer que quer ir à selecção e que quer mudar de ares e ainda estar aqui? até o Ramirez do Chelsea não vai à selecção quanto mais o Fernando? acho sinceramente que este foi um erro de casting, não tem o mínimo perfil de um jogador á Porto.

Precisamos de uma atacante para além de Jackson, não me importava nada de dar 11 milhões para ir buscar o Éder ao Braga.

O Bayern acaba de ganhar a Champions a um minuto Kelvin dos 90 e com uma assistência de calcanhar, não se pode dizer que não aprendem nada com o FCP...

cian disse...

E para acabar, uma palavra para Mourinho.
Quando foi para o Real Madrir fiquei enojado, nunca gostei do Real e nunca vou gostar, quando foi sempre o disse que seria como o Darth Vader a trabalhar para o Império, e assim foi, 3 anos terríveis, não só para quem gostava de Mourinho(como eu) como para quem não gostava, mas não se pode dizer que foi um falhanço, Mourinho pegou numa equipa que não ia a uma meia final da Champions à 7 anos, exactamente quando Mourinho foi campeão europeu pela primeira vez com o Porto, e levou o Real 3 vezes seguidas às meias finais, de certeza que estaria lá no ano seguinte se Mourinho continuasse, se não fosse mais além. Pegou numa equipa que não ganhava uma Taça do Rei à 17 anos, e que não ia a uma final à 6/7, ganhou uma taça e foi duas vezes à final. Ganhou um campeonato em 3 anos, mas o campeonato dos recordes em Espanha(ninguém fez melhor até hoje) ainda que não tenha sido satisfatório não foi um falhanço, esperemos para ver o que vem aí com o Real do Ancelloti que é um exelente treinador, acredito no sucesso mas todas as equipas por onde Mourinho passou caem estrondosamente depois da sua saída, é algo que tem a ver com a sua mística ou carisma, é impossível negar o efeito "pós-Mourinho" quer se goste ou não dele, basta ver que no Porto aconteceu o mesmo como no Real Madrid, esperemos então para ver os resultados do Real Madrid para o ano, mas tenho a certeza que os jovens que admiravam Mourinho no clube vão sentir uma mágoa imensa ao vê-lo partir, algo que tem efeitos imediatos.
Mas enfim, cá o espero no Chelsea, porque quero ver um jogo dele além fronteiras como vi 2 dele, um nas antas e outro no Dragão, será um enorme orgulho torcer pelo Chelsea o próximo ano na Liga inglesa neste lado de fora de Portugal.
Porque existem pessoas que o querem bem, muito mais dos que o querem mal, e os atrasados dos Madridistas(os verdadeiros espanhóis) nunca o mereceram.

Ribeiro DeepBlue disse...

Jesus no FCP.
Tenham medo....

Pentadragão disse...

Já não concordo com uma coisa... o Danilo ser bom jogador.

É uma autêntica M*RDA.
Até no último jogo em Paços de Ferreira, mostrou mais uma vez, o quanto vale. ZERO.

Só gostava que experimentassem metê-lo no meio campo, pode ser que seja melhor, porque a defesa direito é uma NULIDADE.