quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Ridiculamente felizes

Um deficiente mental começou esta brincadeira da comparação das vendas de Hulk e Witsel. A prostituta dos jornais portugueses foi atrás e garantiu mais umas vendas daquele papel higiénico decorado com letras e imagens. Depois, o deficiente mental lamentou que a venda de Hulk tivesse sido ofuscada pela de Witsel. Entretanto, o FC Porto teve uma reação, solicitando a publicação do contrato de venda do belga. Eu acho que não o devia ter feito. O que nós devemos fazer é ganhar este TRIcampeonato, e no final enviar ao deficiente mental cópia do contrato de venda do Hulk por correio registado e com aviso de receção. Isso, claro, se aquele indigente tiver morada, porque, pelo que ele disse ontem, que não aufere qualquer vencimento pelo cargo que ocupa na capoeira, coitadinho, deve estar a viver num barraco qualquer da zona de Chelas de Baixo.
Este fait-divers da comparação das vendas dos dois jogadores serviu outro objetivo: desviar as atenções do facto de o segundo classificado da época anterior ter, nesta altura, um meio-campo de merda - desculpem, a expressão. É certo que sem Witsel e, principalmente, Javi Garcia, passam a dar menos bordoada (mas também nunca se tirou grande proveito disso, uma vez que os árbitros nunca tiveram cojones punir o espanhol como ele merecia), mas também perdem qualidade. O belga é um jogador acima da média (ainda que, para mim, nunca tenha atingido o nível que a prostituta dos jornais portugueses lhe apregoou) e o espanhol, quando não está preocupado em realizar amputações dos membros inferiores a sangue frio, até é um gajo perigoso nas bolas paradas. Dizer que vão apostar nos jovens da equipa B só dá vontade de rir. Faz-me lembrar as pré-épocas - todas, praticamente - em que saltam para as manchetes dos jornais dois ou três nomes de putos que, agora sim!, vão entrar no plantel e provar a aposta que o clube faz na juventude. Passados um ou dois meses já ninguém se lembra dos nomes deles. Assim de repente recordo-me de um tal João Vilela que ia ser o novo Rui Costa. Ou um Hélio Roque, lembram-se? E de um tal Tiago Carvalhinho, defesa-esquerdo maravilha?
Para além da questão do meio-campo, a família (desestruturada) benfiquista ainda não percebeu bem que vai jogar este campeonato, pelo menos até janeiro, sem defesa-esquerdo de raíz. E até ao Reto já lhes foram sem dó nem piedade (mas isso já todos sabíamos desde os cinco a zero, certo?). Por nós, tudo bem. O deficiente mental também acha que está tudo bem. Afinal, ainda ontem dizia que "Antes de termos o Witsel sobrevivemos e, (...) o único jogador que era insubstituível era o Eusébio e mesmo assim o Benfica sobreviveu". Ora, por uma vez dou razão a este senhor. Uns vendem jogadores e sobrevivem, outros vendem-nos a continuam a ganhar. Por mim, podem continuar ridiculamente felizes.

PS - Para o caso de o deficiente mental ou a prostituta dos jornais portugueses decidirem mover-me um processo judicial por difamação e atentado ao seu bom nome, aviso já que contrato para minha defesa o senhor Presidente do Conselho de Disciplina, Dr. Herculano Lima.

3 comentários:

Pentadragão disse...

Então agora também se movem processos judiciais por elogios a tipos asquerosos??

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

@ guardabel

o teu post scriptum está de rir até às lágrimas - bem como o comentário do "pentadragão"

é também por estes momentos de felicidade em ler uns posts tão "inocentes" como os vossos que não dispenso uma visita diária a este meu espaço de eleição.
(fica aqui registado o merecido elogio, sem falsas modéstias e/ou à espera de retribuição. não necessito de "colinho", ao contrário de outros :D )

abr@ço
Miguel | Tomo II

Luis disse...

Caríssimos guarda abel e poncio,não vou comentar o post mas antes pedir-vos um favor:mantenham o blog actualizado e sempre activo para nosso gáudio e azar da mourama.Este é o 1ºblog da blogosfera Portista e sempre bem humorado e como costumamos dizer na nossa gíria com muito nice.O resto salvo raras e honrosas excepções é os contra e os a favor.Prefiro os autênticos sempre presentes e bem humorados.Abraço.