terça-feira, 21 de junho de 2011

Shock of Daylight

Foi mais ou menos assim como no título do EP dos The Sound. Acordei, olhei a luz do dia, liguei a rádio e entrei em choque. Villa-Boas no Chelsea? Não, não pode ser. Vão mas é pelo mesmo caminho que o Inter foi, pensei eu. Ao longo do dia, sem nunca haver qualquer confirmação das partes interessadas, foram-se sucedendo os pormenores, as especulações. Nesta altura, é já praticamente um dado adquirido. Não serei tão violento quanto o comentário do André Pinto, mas custa-me muito entender esta saída, a confirmar-se, de André Villas-Boas. Porque estamos a poucos dias do início dos trabalhos, com um plantel pensado e optimizado por si. Porque há objectivos bem delineados já para Agosto, com duas supertaças para ganhar, uma delas num jogo de sonho com o Barcelona, contra Pep Guardiola, aquele que foi uma das suas inspirações. Porque havia, tal como disse o próprio AVB, a motivação extra de nos distanciarmos do Benfica em número de títulos. Porque este é o seu clube, e esta era a sua cadeira de sonho. Porque nos defendeu ao longo da época como nenhum outro treinador alguma vez o fez nos últimos 25 anos. Porque um ano mais no FC Porto, previsivelmente assegurando o bicampeonato e fazendo uma boa Champions League, não ia prejudicar o capital de popularidade que goza na Europa. Como já li por aí, "Nem o Mourinho foi capaz disto". O dinheiro, pelos vistos, ainda move corações, e o de Villas-Boas vendeu-se. Lamentável.

20 comentários:

Vitor disse...

Não sai. Ponto final.

Marco MT disse...

André Pinto face das suas as minhas palavras! Cadeira de sonho e vai-se embora a uma semana do início da próxima época? O Mourinho nunca nos enganou com falsas pregações de portismo e depois de duas épocas fantasticas, e no fim de ganhar a champions disse que se ia embora. Este apostata, este palhaço rastejante, vai-se embora comprometendo a todos os níveis a nossa próxima época. Espero profundamnete que a vida lhe coraa muito, mas muito mal.

Azul disse...

Chamaram traidor a Mourinho? Mourinho à beira deste vendido foi um SENHOR, nunca escondeu que ia embora, deu-nos 2 anos. "Esta prostituta" fez uma boa época e já se julga o maior. Numa coisa tinha razão: "não sou igual a José Mourinho", o mourinho á tua beira é um senhor, tem caracter, tu não.
Cada derrota que tu sofras e vão ser muitas, vão ser comemoradas como uma vitória do FCP.
Sabes que mais sua prostituta:
SOMOS PORTO E O NOSSO DESTINO É VENCER PALHAÇOS COMO TU!!!

Peseiro e Jorge Costa não!

Ribeiro DeepBlue disse...

Roubaste o sonho a milhões, garoto.
Parabens, acabas de te tornar um homem.
Adorador por 6 milhões, mais os jornalistas todos da Bola que estão todos húmidos com esta notícia.
Ninguém comenta a forma como fizeste isto, a poucos dias de começar a nova época, colocando o teu clube num impasse.
Basicamente, foste um filho da puta.

De "cadeira de sonho" a "carteira de sonho", pelos vistos, vai um passo muito curto.

O alvo mais apetecível é Jorge Jesus.
Estamos feitos...

lobo disse...

Concordo com o que o André Pinto disse! Para um "pesetero" e mercenário como esse, espero que ele se foda à grande!
Não era mais um ano no porto, com o possivel ataque à champions, que iria alterar a percepção que o mundo do futebol tem sobre ele.
Mas mais do que isso, neste momento o que me preocupa é o que diz na capa do record (http://www.record.xl.pt/storage/ng7906D3E3-18F4-41DD-BB88-B0ABCCA66ECB.jpg).
Sei que vale o que vale, que é nada, mas mesmo assim, não deixa de assustar um pouco as hostes portistas...

Just my opinion!

André Pinto disse...

Guarda, eu entendo que não possas ser tão violento quanto eu. No fundo, é o que se espera de uma pessoa com reputação e os autores deste blog encaixam-se nessa categoria. E é a melhor das reputações.

E assim, vou fazer um comentário ainda mais violento que o anterior. Prontos?

O pior treinador para o FCP neste momento é Villas Boas. Até prefiro Jorge Jesus. Até prefiro o professor Neca. Pelos vistos, há coisa bem pior do que ser benfiquista. Um amigo vermelhusco assolapado disse-me que, apesar da óbvia hilaridade da situação, não conseguirá respeitar o Villas Boas, mesmo que um dia venha a treinar o Benfanas. Descer mais baixo do que a parca consideração de um benfiquista é óbvia. Uma espécie de estado último da existência. Rastejante. Para já, é só.

Netshark disse...

Temos que convencer-nos que não há jogador ou treinador em Portugal que não possa ser comprado pelos verdadeiros colossos Europeus (não os falsos, como o clube da 2a circular).

Aqui o timing podia ser muito melhor, mas ele só está a olhar pela sua vida. No lugar dele tinha feito o mesmo, mas em alturas mais apropriadas.
De qualquer forma,as condições que o Porto quer no negocio estão garantidas.

Só espero que o nosso presidente não perca novamente a cabeça, e contrate 3 treinadores de rajada como fez da ultima vez. Porque caso contrario, estamos a dar motivos de bandeja para os coisinhos incharem o ego, sentirem-se de forma artificial grandes, e termos mais uma silly season vermelhusca.
É certo que da ultima vez o nosso presépio tinha vacas a mais, mas de qualquer forma faço aqui um apelo á calma e tranquilidade (como diria o P.Bento)
Aqui tenho que admitir que o Sporting nos passou a perna, mas se toda a gente soubesse disto há 6 meses atrás, se calhar o Domingos já era nosso. Há que procurar outras alternativas.
Sinceramente estava á espera de um assedio maior aos jogadores e menor ao treinador...enganei-me redondamente.

reine margot disse...

Estou como o MST: - E vem o Platini atacar o Porto por causa da nacionalidade dos jogadores? e estes novos-ricos que tudo compram? tenho um imenso desprezo por esse abrahamovich (ou lá como se escreve) e dos gajos que deixam tipos como estes que ganham dinheiro a explorar deus e o mundo, serem os donos do futebol! E igual raiva e desprezo pelos que aceitam os "trinta dinheiros" em troca da sua espinha dorsal!...Igual ao Mou? não igual ao Scolari!

André Pinto disse...

Netshark, tu dizes que farias o mesmo, porque partes do ponto de vista de uma pessoa que nunca auferiu nada que se parecesse a um salário de um treinador do FCP. Claro que todos faríamos o mesmo no seu lugar, considerando os nossos parcos rendimentos. No entanto, não é esse o ponto de partida de Villas Boas.

Tendo em conta que Villas Boas não estava no FCP a recibos verdes e alimentando-se a sandes mistas e caldo verde, há um mínimo de decência exigível. Abandonar o clube neste momento, desta forma, depois de tanto propalar a relação emocional com o clube e ter preparado o plantel para a nova época, não tem justificação possível. É de filho da puta e mau profissional, com a agravante de ser um portista pretenso, o que assenta aos adeptos como uma facada nas costas. Qualquer profissional com o mínimo de rectidão, teria abandonado o clube depois da final de Dublin, dando espaço e tempo ao clube - o tal do seu coração! - para preparar um novo ciclo atempadamente.

Este procedimento do Villas Boas é particularmente gravoso, para além de tudo o que escrevi, porque lança o clube numa situação que pode ter consequências gravíssimas para o futuro desportivo do FCP. Reparem: se quisesse proceder propositadamente no sentido de destruir a equipa, não agiria de forma diferente! A tal gestão cíclica do crescimento do plantel, tão própria do FCP, pode estar abortada para o presente projecto. Há a possibilidade de Villas Boas ter lançado o seu clube numa crise desportiva sem precedentes, por ganância e deformação pessoal.

Não deixa de ser irónico, que depois de tudo o que tem acontecido entre Vieira e Pinto da Costa, entre Benfica e FCP como instituições, seja um treinador do FCP, portista convicto, a assentar o pior golpe de sabotagem desportiva de que tenho memória. É daí que vem o choque.

Mas, como disse, o FCP prevalecerá. Cabeça fria e critério. Fomos mais do que Mourinho. Não acabaremos certamente em Villas Boas.

flama draculae disse...

"Não deixa de ser irónico, que depois de tudo o que tem acontecido entre Vieira e Pinto da Costa, entre Benfica e FCP como instituições, seja um treinador do FCP, portista convicto, a assentar o pior golpe de sabotagem desportiva de que tenho memória. É daí que vem o choque."

essa é que é essa!

Marco MT disse...

Agora que é oficial, permitam-me dizer que o André Cadeira de Sonho, entrou directamente para a categoria dos vermes rastejantes e dos traidores apóstatas, não merecendo mais do que escárnio e profundo desprezo da nação portista. Desejo-lhe o mesmo destino de Judas, que teve a dignidade de se enforcar, e que os rublos o levem a comprar ovas de esturjão envenenadas.
Tenho mais respeito pelo Silvio Cervan, pelo Gomes da Silva ou pelo Luís Filipe Vieira do que por esse ser mefistofélico. Vibrarei com cada derrota do Chelsea como uma vitória do Porto se tratasse.

cian disse...

Só hoje caí a sério na notícia da partida do Villas-Boas do nosso FCP(o clube ainda é nosso? ou o Abramovich também o vai comprar contra a vontade de PC? graças a Deus que o nosso clube não tem cláusula de rescição), ontem, ainda com a notícia a quente, brincava com o assunto, tentava ser optimista, não queria cair no real, é um pouco como se ontem soubesse da notícia que um ente próximo estava nos cuidados intensivos com grandes complicações e hoje soubesse que estivesse em coma a poucas horas de sair deste mundo.
É triste, acima de tudo o que se possa dizer, é triste. Lamentável também, mas acima do lamento, das batidas no peito, do fado cantado ou tocado por unhas de que tem arte e engenho para nos fazer chorar de saudadosismo, fica a tristeza de um miúdo em que todos nós portistas tinhamos as maiores esperanças, a mais pesada confiança, e a inabalável certeza que nos traria glória atrás de glória, dentro e fora de fronteiras, com o nosso símbolo do Porto ao peito, pelo menos por mais um ano.
Ainda não quero acreditar, é difícil perceber o que aconteceu realmente, é difícil encontrar palavras, para além de encontrar a razão, para podermos compreender o trauma que a decisão de Villas-Boas nos deixou, depois do luto é preciso aceitá-lo, olhar para à frente, e continuar com um olhar positivo sobre os nossos horizontes de conquistas, e principalmente, olhar a nossa vida com uma nova atitude, mais positiva, menos fatalista, mais à Porto.
Se é verdade que ele nunca nos amou como nós pensávamos que sim, que era um sonho estar no nosso clube, temos de admitir que para nós foi um sonho tê-lo como nosso treinador, foi um sonho tornado realidade ainda que por um breve espaço de uma época gloriosa e irrepetível no panorama do futebol nacional, se nos magoa que agora o nosso «menino d”oiro» nos negue a paixão prometida, se venda aos vendilhões do templo, e nem nos avise ou nos deixe uma simples despedida, é ainda mais necessário percebermos que sem ele não teriamos ganho os títulos da época passada e da maneira que foi, invictos, sempre vitoriosos frente ao Benfica, goleadas europeias, exibições de alto nível, golos de outro mundo, recuperações de se lhe tirar o chapéu, que rude golpe acabar-se assim uma época inesquecível...
Sejamos sinceros, Villas-Boas é um grande treinador, o «melhor do mundo» que se pavoneia lá prós lados de Madrid, deve estar agora com uma indigestão de todo o tamanho por todos os chapéus que teve de comer numa época inteira devido às façanhas que o «puto» conseguiu alcançar apesar do «mestre» não acreditar no seu sucesso, ou terá sido inveja e puro egoísmo, e essa qualidade portuguesa de se olhar apenas para o seu umbigo?
Villas-Boas conseguiu no Porto algo epopeíco, algo que mesmo os mais velhos que presenciaram Viena difícilmente acreditavam ser possível, nunca me esquecerei do ano de 2011 e do que aprendi com Villas-Boas, o bom e o mau, a coragem e a traquinice do mais jovem treinador da elite europeia, relembre-se o mais jovem a ganhar um título europeu, e foi com o Porto, não vejo ninguém a ultrapassar isso nos próximos 100 anos, a não ser que já se formem os treinadores aos 16 anos, mesmo assim o percurso de Villas-Boas é único, qual o clube que apostaria num treinador com 0 títulos e uma época incompleta para mostrar? e vai ganhar tudo, logo um título europeu, na sua primeira época, quantos recordes apenas isso não deixa qualquer Mourinho envergonhado?

cian disse...

Se Mourinho saiu numa altura mais certa, dando-nos tempo para ir buscar outro treinador(ainda que isso não nos tenha facilitado a tarefa em nada, porque é sempre difícil substituir um Mestre, visto o que aconteceu depois) Villas-Boas sai numa altura em que nenhum treinador do mundo deixa um clube, ainda por cima um clube com as contas em dia, um clube em 5º lugar no coeficiente da UEFA, um clube que joga a champions, a supertaça europeia, que no próximo ano tera mais finais que uma mão cheia, um clube que lhe dá todas as condições e mais algumas para poder consolidar a sua já vitoriosa carreira precoce, um clube recheado de jogadores de extremíssima super qualidade, um clube histórico, e um clube supostamente do seu coração, da sua cidade, da sua pátria, e da sua infância, não se deixa um clube assim, numa altura destas, da maneira que foi, Villas-Boas é apenas novo, ainda muito novo, as suas prioridades são relógios de 20 mil euros, num país onde o salário mínimo não ultrapassa os 485 euros, Villas-Boas ainda é muito jovem para saber o que é a vida, saber o que são as prioridades, saber o que move um homem nas agruras da vida, principalmente quem vive fora da capital, no Porto ou arredores, e que não habite prédios da Avenida da Boavista, apenas o consigo desculpar pelo facto de ser jovem, e como nós todos quando somos jovens, fazemos as nossas rebelias e tropelices, ou como um grande amigo meu costuma dizer «são teenagers inconscientes», quem é que nunca foi teenager e inconsciente? que se levante o primeiro e atire a primeira pedra.
Há tanto por dizer, com tantas notícias e comentários que já ouvi e li por aí, mas primeiro não quero ser ingrato, obrigado Villas-Boas por tudo o que conseguiste alcançar com o Porto, tudo o que nos deste e tudo o que conseguiste alcançar para ti, ficarás na nossa História para sempre, não te irei criticar, ou te atirar injúrias como muitos portistas não resistem no momento, se calhar eles gostavam de ti mais do que eu gostei, eu sentia um apreço muito grande por um simples como tu, que sempre teve tudo da vida, as melhores condições, mas que ainda assim conseguia ser humilde e mostrava argumentos, ainda que timidamente no início e com alguma insegurança, aos jornalistas do regime lisboeta, obrigado pelas alegrias que me proporcionaste ao vencer na Luz, já não sei quantas vezes, por golear o Guimarães na final da Taça de Portugal, pelas recuperações que ninguém exepto nós adeptos portistas esperavamos da tua equipa milagrosa e do teu toque de Midas ao intervalo, obrigado pelas vitórias às equipas de Moscovo e o consequente melhoramento do ranking da UEFA, obrigado pela goleada ao Villareal, obrigado por um campeonato imaculado, obrigado até por te teres expulsado no vergonhoso jogo de Alvalade que eu fui ver e que prometi a mim mesmo nunca mais voltar aquele estádio, se eu pudesse também me expulsava do estádio, mas ainda acreditei na vitória, que ingénuo eu fui, e tu também, com aquela arbitragem quem é que podia ganhar ao Sporting? obrigado por todas as emoções, e espero sinceramente que tenhas todos os sucessos em Inglaterra nas competições a que te ouses vencer com uma equipa tão ridículamente enchida de milhões que mete mede ao mais pequeno vagabundo esfomeado da cidade de Bombai, enfim é a vida não é? o que é que pudemos fazer? se tu não podes fazer nada, quanto mais nós que ganhamos apenas 485 euros e ainda pagamos cotas para ver os jogadores milionários vencer, aonde está a justiça André? aonde para a ambição do homem? é o petróleo eu sei...

cian disse...

Mas obrigado mesmo assim, e espero que batas mais recordes de Mourinho na Inglaterra, já reparaste, aqueles que falavam mal de ti, aqueles que não davam um chavo por ti, que diziam que eu era maluco, que se indignavam quando dizia que eras melhor do que o treinador do Real Madrid(oh sacrilégio), que me olhavam como se eu fosse doido, quando dizia que irias ser um dos melhores treinadores do mundo, que ias bater os recordes do Mourinho, porque tinhas as mesmas condições ou melhores, e eras mais novo, já reparaste que agora que sais do Porto fazem fila para ver-te no Chelsea, e assinam a Sporttv num instante(mais rápido do que pagam as cotas do seu próprio clube), só para ver o teu génio, como é que podemos ser tão hipócritas que não reconhecemos o valor de quem merece quando se é português em Portugal, mais lamentável do que tu saires é ver que aqui os portugueses continuam iguais, a mentalidade não muda, continuam a olhar para fora, agora és fantástico, agora mereces capas de jornais, deixa estar que temos dezenas de jornalistas que te vão visitar aí em Londres, oh o que é que eu digo, eles já estão aí para fazer o directo, para te filmarem nos balneários, para fazerem a reportagem na tua casa de sonho em Londres, para saberem tudo sobre a tua família e a tua linhagem nobre e porventura inglesa, para saberem as respostas a tudo aquilo que não quiseram saber quando estavas cá a treinar o clube que não se resigna, que não se conforma, o clube do contra, oh quanto feliz serás agora, eles vão te oferecer as suas filhas virgens, eles vão fazer-te poemas que metam meninos, camisolas e números setes, eles vão te convidar para homenagens em Lisboa, vais ser condecorado pelo presidente se ganhares o campeonato Inglês, porra já viste? é tão fácil ser português fora de Portugal, aqui nunca serias recebido pelo presidente ou o primeiro-ministro, aí eles irão à tua casa homenagear-te pessoalmente, se não estiveres disposto a deslocar-te a Lisboa, à assembleia ou à casa do presidente, caraças como eu e os vagabundos de bombaim gostariam de ser como tu, e ter nascido com o cu virado para a lua num berço doiradinho, já viste como a vida é boa para quem é mimado logo à nascença?
Até parece que é mentira esta fotografia
http://www.uefa.com/teamsandplayers/teams/club=50064/profile/index.html
onde tu ainda muito jovem festejavas o título de campeão europeu em 2004 atrás do Jorge Costa quando Mourinho se recusou a fazê-lo, poça pensavamos que eras diferente, mas a culpa é nossa bem sei, deviamos ter ficado calados, falámos demasiado em ti, deviamos nem ter comentado as notícias que saiam às carradas quando ganhaste a Liga Europa, valorizamos-te demasiado e o facto de que os outros adeptos viram que nós estávamos tão orgulhosos em ti isso ainda te valorizou mais, porque tu eras certo pá, eras como feijão com arroz, mais tarde ou mais cedo os tubarões da Europa, como habitualmente, te assediariam com promessas de meio mundo e se até Jesus no monte das oliveiras capitulou como não puderias tu? o que são 15 milhões para quem habitualmente gasta 10 vezes mais do que isso por ano? não estava em 1,40 euros a aposta nos sites de que tu sairias do Porto? quanto devem ter ganho os prospectores do Chelsea com isso? basta pôr a render 50 milhões(dividos por muitas apostas) que ganham 20 milhões com isso, já viste que o Chelsea não só te leva como faz lucro?

cian disse...

Mas ok, estou a exagerar, alguns se esquecem mas tu sempre disseste que gostavas de Londres, sempre gostaste de falar inglês, e sempre admiraste a organização do Chelsea, chegaste mesmo a dizer «eles nunca erram» quando escolhem, e foi verdade, foram te buscar logo a ti, disseste que o tempo passado naquela cidade foi maravilhoso e já tinhas adeptos que elogiavam os teus resumos dos adverários de Mourinho, os ingleses não são burros, eles sabem ver o quem tem valor, vê lá se te deixaram ficar mais um ano, qual mais ano mais nada, e se recusasses o russo, como eles são ainda piores que os portugueses em egos e manias da tola, depois ele não viria uma segunda vez dar-te a mesma oportunidade de seres o treinador mais caro de sempre, como podias recusar? como podias deixar passar esta oportunidade de bater mais um recorde? já viste que vales mais agora do que dois Mourinhos e um Jesus?(6+8+700 mil euros é menos do que 15 milhões)e as escolas em Londres, principalmente no bairro de Chelsea, são tão boas para a tua família, que semelhança tão irónica, sais do bairro da Boavista para o bairro de Chelsea, ah a nobreza é grande! e a qualidade de vida, aí não há e-colis nos vegetais, que alívio!
Mas a sério, obrigado por tudo e as melhores sortes em tudo o que te meteres, espero ver-te numa qualquer cerimónia da Fifa a ganhares um prémio qualquer, mas deixo para outros a adoração fanática de quem vê nos portugueses lá fora a saída para todas as frustrações que levam cá dentro, não fico tão lixado como outros que viam em ti uma qualquer estirpe magnânima e intocável de pecados pela tua ascendência, porque sei que não é isso que faz um homem, não é o seu passado, não é a sua linha hereditária, não é o seu nome, ou a sua educação que faz um homem respeitável, é a constância nas suas acções, até os piores inimigos são respeitados se forem constantes, e mesmo que não fosses todo o homem erra, ninguém é santo, e nos dias de hoje é mais do que óbvio que um contrato milionário é sempre um contrato milionário, e sinceramente acho que foste constante contigo próprio, no fundo tu quiseste-te descolar do Mourinho, e nem o Mourinho agiu assim, és realmente único.
Posto o agradecimento a Villas-Boas que o merece, acho que não devemos perder mais tempo com este pormenor, agora vamos ouvir na televisão e na rádio extensos debates e discursos encomendados a tentar desestabilizar as nossas hostes, não temos tempo a perder com penúrias, o AVB foi-se? virá outro, levará Moutinho e Falcão? de certeza que o dinheiro será bem aplicado nas contas do clube, há um passivo para pagar, um museu para construir, e outros jogadores em que investir, porque o nosso clube não hipoteca o futuro, e porque acima de 3 estrelas maduras (mas não podres) temos uma autêntica constelação na fornalha.
Esta comoção toda com a saída do Villas-Boas é o que dá meter a paixão dentro do clube, eu bem que avisei, é preciso ter tento na cabeça neste momento, e acima de tudo puxar pela razão para ultrapassar esta difícil adaptação a um novo mundo, um mundo sem AVB, assim como foi um mundo sem Mourinho, eu sei que vai demorar um pouco, temo que até ao fim do ano esta chaga no coração continue lá, mas esperemos que o próximo que vier apague todas as mágoas deixadas pelo puto rebelde que quis ir brincar para Londres a soldo de imperador.

cian disse...

Para treinador estou inclinado para a hipótese do Pôncio, afinal Claude-Puel conseguiu dar aos benfiquistas(e às mães dos benfiquistas) uma maior alegria do que o próprio Jorge Jesus não conseguiu na época toda, apurar o Benfica para a Liga Europa! não é para todos...

cian disse...

Agora tenho de criticar quem muito gosta de criticar e não gosta de ouvir críticas de outros, quem eu acho que injustamente criticou esta saída de Villas-Boas, primeiro o exelentíssimo dragão vila pouca, tenho seguido ultimamente o seu blogue «Dragão até à morte», e com muito prazer, mas achei injusto o último artigo sobre Villas-Boas, e porque acho que ninguém é intocável aqui fica a minha indignação, então quando os outros criticam a equipa por um pior ou mau resultado, quando os outros criticam o treinador por uma pior ou má decisão, quando outros criticam a direcção do clube por algo que não concordam são maus adeptos e agora o sr. vila pouca critica o próprio treinador que tanto defendeu toda a época, quando ainda este é treinador do clube e é um bom adepto? agora a sua indignação já é justa? já é digna?
Segundo,
li à pouco a crónica do Miguel Sousa Tavares e tenho que perguntar uma coisa ao Sr. Miguel, acho incrível que uma pessoa como o senhor diga que a decisão do Villas-Boas foi de uma «Maria-vai-com-quem-der-mais», Villas-Boas só sai para o Chelsea, porque já tinha dito antes que gostava de Londres e respectivamente do clube londrino, e teceu altos elogios à direcção do clube do bairro de Chelsea, o contrário não aconteceu com mais nenhum clube, mas mais, como pode dizer ainda que ache perfeitamente legítimo que quem ganha 500, ou mil, ou 5 mil euros, aceite mudar-se por uma proposta melhor em termos profissionais ou financeiros, e não compreenda que alguém que assine um contrato a curto-prazo e com um ordenado chorudo não possa querer ter outros objectivos profissionais e financeiros? então Villas-Boas não ganhou tudo o que havia para ganhar em Portugal? não são razões profissionais ir ganhar competições diferentes, com outro peso, noutro país? e qual é o problema de ganhar mais? tanto erra o ladrão que rouba como o que fica à porta, então Villas-Boas deixa de ser adepto do Porto por querer ganhar 5 milhões por ano? eu explico melhor, é pior o exemplo de Villas-Boas de querer ir ganhar milhões por outro clube, ou um adepto que ganha 5 mil euros trabalhando para o clube e mude-se por mais uns milhares para trabalhar para o seu clube rival? Será que sou só eu, ou o sr. Miguel trabalha para o jornal da Bola e não por uns míseros trocos, serei só eu, ou o sr. Miguel conseguiu expulsar o ultra-benfiquista Ricardo Araújo Pereira d”um orgão de comunicação social do Benfica, ainda que «nao» oficial? serei só eu, ou o sr. Miguel, ainda que indirectamente, é pago pelos mesmos que noticiam falsas notícias, que difamam o bom nome do nosso clube e do nosso presidente, que constantemente criam guerras e preconceitos com as gentes do Norte, que dão destaque às injustiças alheias e ao Porto nunca dão o devido valor, e ainda não teve a coragem de sair dessa corja de pasquim que só enoja o nome do bom futebol praticado em Portugal, quem é o sr. Miguel para apontar o dedo ao AVB por querer ganhar mais? porque é que não vai escrever noutro jornal? a Bola não é o único jornal desportivo no país, e existe outro que respeita um pouco mais o FC Porto, quem é que realmente fica «descoberto de razões»? tenha tento na língua, o senhor ao contrário do sócio pagante que esse sim não ganha nada com o clube, ganha por escrever sobre o Porto, e por isso mesmo tem outras responsabilidades, uma delas de ter um pouco mais de razão e compreensão do que o adepto comum que apenas gasta com o clube, esperando ser ressarcido em boas exibições apenas.
Esta do MST criticar o AVB de ir ganhar mais, é como aquela do roto que diz ao nú, porque não te vestes tu?

cian disse...

haja paciência para estes iluminados da nossa sociedade, façamos as contas, MST critica AVB por ganhar 5 milhões, estes 5 milhões são por 5 anos, agora vejamos o que ganha MST, pelas suas crónicas em jornais como Público, A Bola, comentários televisivos na SIC, e o que deve fazer em vendas de livros, estimo que ganhe pelo menos 17 mil euros por mês, ora isso por 5 anos dá... pouco mais do que 1 milhão de euros, e se calhar até ganha mais, sabe-se lá, ou seja o que irrita MST é que AVB ganha mais uns milhõezinhos, haja decência...
Pior ainda são os ordenados dos ministros que chegam a roçar e alguns a ultrapassar os 5 milhões por ano do Villas-Boas, isto para não falar de banqueiros e outros tantos tachos que apenas sócios-pagantes de partidos chegam a almejar a oportunidade de agarrar um.
Acho também lamentável que MST continue a dizer que não esteve nenhuma bandeira portuguesa em Dublin, Beto esteve com uma, ainda que pequena, mas esteve.
Enfim, avante, que não quero dar importância demasiada ao que foi dito a quente da transferência maldita, e que se continuará a dizer até AVB voltar a elogiar o Porto.
Também não percebo o ódio aos magnatas que controlam o período de transferências, não foram os mesmos que nos pagaram tantas das transferências milionárias que fizemos?
Não foi o Gil y Gil outro que não olhou a dinheiros para contratar o Futre?
É a realidade, e ainda que doa, só nos faz crescer, ainda que achemos que não.
Tudo tem um preço, se não fosse assim não haveria cláusulas de rescisão, e quem quer muito leva sempre a sua avante, se assim não fosse Pinto da Costa também não tinha ganho o que ganhou, é a vontade que move as pessoas, é a vontade que move os milhões.
Gostava de acabar com algo mais positivo, percebo agora que haverão uns que odiarão o AVB até à morte, tenho pena, a vida é mais do que apenas isso, o rapaz agora pertence ao clube dos ricos, nós sempre fomos um clube pobre em comparação com os titãs da europa, nós somos um Perseu, um Teseu, um pequeno semi-deus no meio dos milionários do Olimpo, nós temos de fazer vendas, eles têm de fazer compras, é a obrigação de um Deus, fazer compras, ganhar as pré-épocas, senão perde-se o estatuto de Deus, nós temos de trabalhar para ganhar algo, temos de fazer tarefas, cortar cabeças a Medusas, matar Minotauros, não podemos parar e descansar que logo vêm os outros Deuses invejosos pregar-nos partidas.

cian disse...

Sempre foi assim, agora há que preparar a próxima época, por mim, nem vinha nenhum treinador e jogávamos assim sem nenhum, aposto que ganhávamos alguma coisa mesmo sem treinador, AVB também dava aos jogadores liberdade quase total, porque não dar o poder ao capitão e pronto, mandam-se lá para dentro 11 jogadores e eles que se desenrasquem!
Vá toca a trabalhar, e porque o Guarda falou em música, deixo aqui a minha sugestão, como diria o Zeca, «...já lá vem outro carreiro...»

http://www.youtube.com/watch?v=qL1jNcRH29o

P.S.: Enquanto tivermos Pinto da Costa, temos o carreiro certo.

Parabéns Guarda pelo bom trabalho nos posts anteriores.

Vitor disse...

Enganei-me. Ponto final.
O dinheiro corrompe. Muito dinheiro, corrompe muito!
Boa sorte ao André e muito obrigado por tudo o que deu em tão pouco tempo!
Quem será o próximo a ser campeão? Paulo Bento? Queiroz? Peseiro? Bicho? Ou o clone nº3 do mourinho, Rui Faria?
Tudo menos o senhor da pastilha e madeixas louras, pff.
Calma e serenidade pois ainda lá está o verdadeiro "obreiro da obra", aquele que descobriu mais um menino de ouro... mas com pés de barro...
Agurdemos pois, com serenidade.

Acima de tudo, como adepto, PORTO SEMPRE!