sábado, 4 de janeiro de 2014

Paulo Fonseca, o moçambicano

Todos sabemos - ou não - que Paulo Fonseca é natural de Nampula, Moçambique, onde nasceu há 40 anos, mas a TVI24 vai mais longe e coloca na sua boca a variante africana do português. Então reparem lá na frase que acompanha a imagem do nosso treinador.


8 comentários:

Ribeiro DeepBlue disse...

Xiiiiiiiii, patrão, ué lé cambuelé, os televisão estava sgrudado nos Porto, man....

Antonio Silva disse...

A relação de amor que Lisboa tem por África é algo incogruente com o resto do Portugal Real. Desde os tempos do Carlos Pinto Coelho que nos impingem esse mito de irmandade com os povos lusófonos. Quero lá saber deles. Eu como Europeu tenho muito mais em comum com um Dinamarquês do que com um Moçambicano ou um Angolano.

E a porcaria d'A Bola com a sua secção dedicada à África... pelo amor de deus.

Ah, e parece que morreu um dos seus "mitos", o tal "herói nacional" que abertamente confessou ódio por um rival. Que lindo. E que numa entrevista disse que fez os possíveis para não marcar golos contra o seu clube de coração enquanto jogava pelo Beira Mar. O profissional consumado.

Só espero, sinceramente, que tenha sofrido o menos possível. De resto... pfft.

inuite disse...

aguardo ansiosamente o post Eusébio, onde seguramente minimizarão/hostilizarão/reduzirão o que ele simbolizou, havendo até mentecaptos como o azulado, que dirão que o Gomes foi melhor que ele,ou coisa que o Balha
mais outros, com comentarós racistas, BAI uma apostinha?

sapoilos!

condor disse...

Estas bostas qué trabalha nos tvi são maningo incompetente pá

Zé Luís disse...

Não sabia que ele era moçambicano, nem imaginava sequer ou me importava ao menos com isso. "Nosso treinador" é algo descabido, pois abomino o gajo e não lhe perdoo jamais, tal como a quem o contratou e não o despediu entretanto. Quanto ao pretoguês, não é preciso exemplo tão fraco para uma evidência histórica, muito menos de circunstância com realidade sempre presente - e sobre isso a Judite da imagem e o Zé Alberto do carvalho não dão parte de fracos.

Hoje que morreu um moçambicano é pena não se lhe juntar mais uns quantos.

Ribeiro DeepBlue disse...

Tou-me borrifando para o que achas ou deixas de achar Merduite, Mas já que perguntas, tenho mais estima pelos Moçambicanos que pelos Algarvios....

cian disse...

Porra, parece que vocês adivinharam. Vim aqui para ler algo sobre o Eusébio e deparo-me com o Fonseca moçambicano, Guarda essa foi na moche antes do tempo. Era para rir se não fosse triste. Creio que o Coração de Eusébio não resistiu à ordem do infante de Ronaldo, relembre-se que Eusébio por tudo o que fez apenas recebeu a medalha de prata dessa ordem, em 66, quando ainda estava no activo. Ronaldo recebe um galardão maior, "Grande Oficial da Ordem" quando ainda está no activo também. Eusébio só recebeu a comenda, "comendador", em 92, já retirado https://globalimagens.pt/pages/relacionadas.xhtml?imagem=2224309&popup=2224327 , mesmo assim a ordem de Ronaldo "Grande Oficial" é maior do que a de "Comendador" como se pode ver aqui:

http://www.ordens.presidencia.pt/?idc=129

ou seja a medalha de Ronaldo é de ouro e a de Eusébio prateada.

E porque falamos na Ordem do Infante, sim, já houve um Pinto da Costa, que lutou contra Portugal e não era português, que recebeu a Grã-Cruz da Ordem do Infante http://pt.wikipedia.org/wiki/Manuel_Pinto_da_Costa, mas ainda esperamos que os videntes de Lisboa descubram o outro que pelas bandas do Norte continua a defender o nome de Portugal e a trazer o nome de Portugal, e de outros portugueses(Mourinho, Baia, Deco, etc.) ao resto do mundo.

E para acabar, sobre o "grande" Eusébio, apenas quero relembrar as brilhantes palavras da filha:

"A força que alguém tem que viver, Portugal deixou de ter..."(acho que dava um bom título para um post não? ;))
ah,
e
"eu tirei dois cursos superiores com o 5-3"
http://www.youtube.com/watch?v=1aDYf77cKuM
Força Portugal
RIP Madiba

cian disse...

Parece que me enganei e Eusébio afinal recebeu a Grã-Cruz em 92, fica aqui a correção.