quinta-feira, 26 de abril de 2012

Ganhou o melhor

Eu não consigo torcer pelo Sporting nem pelo Benfica. Em nenhuma circunstância. Nem que o jogo seja contra o campeão de Saturno e da vitória dependa a sobrevivência da raça humana. Mas hoje, antes de começar esta meia-final, estava naquela, tipo, que se lixe. Era-me completamente indiferente o resultado. Bastaram dez minutos de jogo, porém, para ter passado a desejar a passagem dos espanhóis. E isto graças a quem? Aos iluminados jornalistas da SIC, que deram um festival de "desinformação" em nome do já tradicional patriotismo bacoco. O árbitro foi tendencioso e o jogo ficou marcado por uma pretensa falta que precedeu o 2-1, antes do intervalo: foi esta a ideia que nos quiseram impingir ao longo do jogo. Uma conspiração, por certo, para colocar o Bilbao na final. Ou então para prejudicar o Sporting. Como se viu nos sucessivos perdões ao Carriço. Nos próximos dias, prevejo um depósito de dois mil euros na conta do árbitro para o caluniar.
Quanto ao jogo, ganhou o melhor. Ponto.

5 comentários:

Sereno disse...

:)

cian disse...

Ontem passei por aqui uma hora depois de escreveres isso Guarda e fiquei suspreendido, eu tinha estado a falar com outro portista exactamente sobre a mesma coisa, ele e eu subscrevemos tudo o que disseste no post, mais uma vez brilhante.

Mas ainda acrescentava que nunca vi um comentador dizer o que estes disseram numa meia-final ou final do Porto "é claro que o Sporting vai ganhar" "de seguida vamos ao estádio de Alvalade filmar a festa e conversar com os adeptos leoninos" "o Sporting não merece estar empatado na eliminatória e concerteza que vai passar" foi um rol de desejos húmidos no final da partida que me fizeram prever o que vinha aí, de repente fez me lembrar um Portugal Dinamarca no estádio de Alvalade em que a arrogância dos comentadores e o desprezo e o escárnio dado aos adeptos dinamarqueses, quando Portugal estava a ganhar, foi calada com a reviravolta dinamarquesa no marcador nos últimos minutos, mesmo depois de Portugal estar a dar um show de bola, realmente com comentadores assim não merecemos nem passar a fase de grupos do Europeu.
É o português no seu pior em termos de soberba e ignorância.

André Pinto disse...

Olha, a quererem colocar o Villas Boas como o senhor que se segue a Guardiola. É isso e couves, com o Bielsa em fim de contrato e o Luis Enrique - muito querido na casa - de malas feitas no Roma...

Quanto ao SCP, achei toda a cobertura dos seus jogos, pela parte da SIC, nojenta, de baixo nível, com comentários do mais primário idiotismo. Pior do que colocar um microfone numa tasca de Alfama e siga p'ra bingo. Só uma tremenda relativização da expectativa, causada por meses e meses de miséria futebolística, pode levar alguém a afirmar que o SCP jogou melhor que o Bilbau. O SCP teve uma sorte tremenda em não ser goleado e ter estado a discutir a coisa até ao minuto 87. Todas as ocasiões, catalogadas pelos comentadores como de golo certo, estiveram na verdade muito longe disso. Pretendiam dar uma falsa ideia de competitividade do SCP, com esses comentários.

Um exemplo dessa estratégia bronco-motivacional dos comentadores da SIC, o relato do 3º golo dos bascos:

Há um cruzamento da direita (Susaeta?) que Xandão alivia para o lado - e não para a frente - colocando a chicha redondinha em Ibai Gómez. Ainda o comentador da Sic não tinha acabado de dizer "excelente corte de Xandão" e já o João Pereira tinha sido papado, com Llorente empurrando para o golo. Acto contínuo, e para não reconhecer o ridículo de ter apelidado de "grande corte" a fífia básica Xandão, toca a cascar em Polga, que pouco poderia fazer, depois do excelente passe de Xandão para Gómez e da humilhante dureza de rins de João Pereira. Pouco antes, o mesmo burgesso televisivo dizia "não temos dúvidas nenhumas de que o SCP estará na final". Que abnegação no apoio! Que patriotismo altruísta!

Recordo a meia final do ano passado, que opôs o FCP ao Villareal. Quando os espanhóis marcaram o 1º golo, em 10 minutos de dificuldades para o FCP, o comentador afirmava a pés juntos que se arriscavam os portistas à goleada. Depois do empate, foi contra a corrente do jogo. Chega o 2-1 e o jogo estava em aberto. Depois o 3-1 e nunca mais se ouviu o afoito do microfone. Que contraste de tratamento, se compararmos com esta fé cega nas qualidades (!!!) deste SCP!

Antonio Silva disse...

André, quando o Porto marcou o quarto golo aos clube de carnide o comentador de serviço disse:

"E o jogo a ganhar contornos de goleada."

O SLGarrafão está a ganhar 3-0 e já é goleada, para o Porto um 4-0 isso só dá uns contornos... Típico.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

parabéns, (bi)campeões! ;)

abr@ço
Miguel | Tomo II