segunda-feira, 7 de março de 2011

11 pontos para cicatrizar

Depois de a poeira assentar, chegar-se-á facilmente à conclusão de que Javi Garcia agrediu mesmo o Alan, com o braço esquerdo, ao mesmo tempo que afastava a bola. As imagens apanham os jogadores de costas, mas é possível ver-se a agressão. Se aquilo é razão para a agonia do Alan, no relvado, isso já são contas de outro rosário. Agora, que há agressão, há. Por isso, a expulsão é justa. O que o segundo classificado (a 11 pontos) quer, com a ajuda do seu órgão oficioso, já todos sabemos: fazer de Xistra o bode expiatório da perda de um campeonato. Uma espécie de Olegário, versão 2. Esta primeira página de A Bola marca um momento na história do jornalismo desportivo português pelo facciosismo e parcialidade gritantes. A maior parte dos portistas lidam bem com a situação, e divertem-se, com um sorriso de orelha a orelha. Agora não se admirem se aparecer por aí um maluco qualquer a causar uma tragédia. Este tipo de jornalismo nojento põe-se a jeito.

8 comentários:

Artur Semedo disse...

e onde param as imagens das outras câmaras? vão-nos dizer que, em braga, só dá para colocar a principal, na bancada, e aquelas por trás das balizas? o problema é que essas outras câmaras devem ter apanhado inequivocamente a agressão e, por isso, corta!

obs.: o alan levou a sarrafada, mas fez um teatro mais ou menos... então primeiro agarra o peito, e depois de uma voltinha no chão, já era na traqueia?

André Pinto disse...

Algumas notas sobre o jogo de Braga:

- O Benfica encontrou o ambiente que semeou no ano passado, com a suja manobra de bastidores que impediu o Braga de lutar pelo campeonato com as suas melhores armas. Adicionalmente, as declarações de Jesus durante a semana que passou também foram óptimas para aprofundar tais antecedentes de amizade.

- Não deixa de ser chocante a supresa benfiquista em relação à animosidade do ambiente em Braga. A arrogância chega ao ponto de pensarem que os outros lhes devem vassalagem incondicional?

- Javi foi muito bem expulso e a falta de Alan não é uma entrada "a matar", como muita gente pretende, sobretudo o quisto sebáceo dotado de fala da Sic Notícias. É uma simples falta, mas Javi não gostou e tentou a gracinha de sempre, que é agredir de forma discreta o adversário. O árbitro viu e foi para a rua. Limpinho. Querem ver entradas "a matar" passando incólumes ao juízo do árbitro? Vejam a última final da Supertaça, ou a entrada de Katsouranis que fracturou a tíbia a Anderson. São de livro.

- É preciso ter uma lata do tamanho do Everest para se dizer "não nos deixam ganhar", como veio dizer o sr. Dumbo.

- Não deixa de ser irónico que o Benfica vá perder o campeonato a Braga, que o segundo golo seja de Mossoró e que arbitragem seja miserável. Delicioso, digno do melhor Swift.

Moral da história para benfiquista aprender: cá se fazem, cá se pagam.

Ah pois disse...

O problema com o Olegário versão 1, guardabel, é que foram tantas as criticas lampiónicas acerca desse árbitro que até parece que a agremiação do coirato de carnide perdeu um campeonato por culpa do Benquerença. Mas não, queixaram-se de um jogo arbitrado por ele num campeonato que até GANHARAM!!!! Mas o choro mesmo assim não parou.

Quando há um clube como o segundo classificado a 11 pontos que nem ganhar sabe, vamos esperar que saibam digerir uma derrota como homens?

Paula disse...

A capa da Bola é inacreditável.... O Braga devia reagir furiosamente a este jornalismo de sarjeta.

Marco MT disse...

A caoa da Bola é inarrável.... O Braga devia reagir furiosamente....

Ribeiro DeepBlue disse...

Os pontapés na gramática do Jesus são bem conhecidos, mas ontem atingiram o pico.

É que para além dos "condicionismos" também tivemos qualquer coisa como um "processo indisciplinar".

LFV e Jesus, "ambos os dois" a assassinar o Português sempre que podem...

cian disse...

André Pinto, grande comentário.

Paula e Marco, e o Porto não deve??? que eu saiba a indicação é ao Porto nessa capa "Porto não precisava deste árbitro para ser campeão por mérito" é preciso mais para pôr um processo em cima?

dragaovenenoso disse...

Guarda, tiraste-me as palavras da boca, isto é, das teclas. Ia justamente escrever sobre a repugnante capa desse jornal que é cada vez mais descaradamente o jornal das galinhas. Acho que apenas mantém o nome para poder comemorar muitos anos de vida, porque de resto. Admira-me como há portistas que, a troco de dinheiro - só pode ser, não se importam de escrever colunas neste reles pasquim.

Quanto ao jogo em si, a agressão, embora não se veja é fácil de prever, já que não é a primeira vez que se vê jogadores a aproveitarem "o balanço" e espetarem uma valente chapada no adversário. Tendo por base o historial do espanhol, é muito provável que tenha sido agressão, pois esse porco debita porrada em todos os jogos desde que veio para cá e raramente leva um cartão. Dirão que dá porrada às escondidas. Porra! os vídeos mostram claramente, mas sumaríssimos só existiram para jogadores do nosso clube.

Dá-me um prazer especial ver as desculpas que arranjam, quando há três jogos para cá andavam a ganhar no último minuto, com faltas arrancadas várias vezes com simulações (ainda ontem se viram duas). É engraçado como o palhaço mor, o das orelhas grandes, vem dizer que não os deixam ganhar. O Rui Bosta e o galinhas (o jasus, cujo cabelo parece a penugem das galinhas) fazem o que querem e ninguém os castiga. E ainda se queixam?!

No ano passado ficámos sem o Hulk e o Sapunaru durante meses. Este ano, como não há a mesma chuchadeira do ano anterior já se queixam de tudo. Nem os árbitros que são reconhecidamente seus acólitos lhes servem. É de rir. Vamos ver se não será este o princípio do fim deles.

Estou também curioso com o artigo de opinião da facciosa da pinhona e respectivos, se vão fazer algum filme deste jogo, dos bastidores, etc. Se o encontrarem e algum sítio diga-me por favor porque não compro aquele molho de papéis a que chama de jornal.