quarta-feira, 15 de julho de 2015

A mãe de Maxi Pereira já falou

Pobo do Norte, através do seu enviado especial ao Uruguay, ouviu a mãe de Maxi Pereira que se referiu assim à transferência para o FC Porto:

"Estou muito feliz. É um grande dia para todos nós, na família, e acredito, também, para todo o Uruguay. Depois de tanto tempo fora do país, tínhamos a esperança de ver o Maxi representar um grande da Europa. Finalmente, graças a Deus, isso aconteceu hoje. Só espero que o clube anterior dele faça um jogo de despedida com o FC Porto para agradecer ao meu filho tudo o que fez por ele. O Maxi merece."

Lembramos que estas são declarações exclusivas a este blogue. Pobo do Norte, sempre na vanguarda da informação.

8 comentários:

Lápis Azul e Branco disse...

Muito bom, já está "linkado" no meu post sobre El Mono

Joe disse...

pá, até me fizeste tossir com o riso.

guardabel disse...

Lápis, já adicionei o teu blogue à lista dos "blogues de categoria".

Joe, rir primeiro e festejar em maio.

condor disse...

Eu sempre disse que a mãe do maxi erao maximo

Joe disse...

exatamente. everything in its right place.

MT Blog disse...

Sempre pensei que fosse mais uma treta dos jornaleiros a ida do Maxi para o Porto. O mais abominável jogador do Benfica, que sempre que abriu a boca para falar de nós tinha a cartilha do apito bem estudada, um caceteiro que devia ter sido expulso metade dos jogos em que participou (e assim será a partir de agora) vem para o Porto fora de prazo tratar da reforma. Vou-me fazer sócio do Rendufense e esquecer o futebol profissional durante uns anos.

Ribeiro DeepBlue disse...

Mas afinal, qual é o verdadeiro nome do gajo?
Maximiliano?
Maximus Prime?

Maxi é nome de cão...

André Pinto disse...

Olhai, e o centro da defesa? Não precisa de nada? Afinal confirmou-se o óbvio ululante e a época passada foi injustificada enquanto "projecto a amadurecer". Meio campo todo remodelado. Laterais também, apesar de Alex Sandro não ter a situação definida. Casillas não vem para o banco. Curiosamente, do nosso sector mais fraco nem um pio.