sábado, 14 de março de 2015

Braguinha

Um amigo diz-me que eles vão perder pontos quando menos se esperar. Espero que sim. Hoje o domínio foi tal sobre o Braga que nem mesmo a costumeira expulsão pode ser argumento (já agora, uma falta estúpida porque o Salvio nunca chegaria à bola). Muito pressionado pelos coisinhos, o Braga não ligou uma jogada, não teve uma oportunidade. Nada, zero. No fundo, um filme já visto no jogo contra o FC Porto. Só que, de acordo com a teoria vermelhusca, no jogo contra nós, o Braga não fez porque não quis. Hoje, na Luz, não fez porque não pôde, certamente.
Palmas para o árbitro, que teve a coragem de - finalmente - assinalar falta num dos famosos bloqueios do Luisão na área adversária, e amarelar o Gaitán, que mergulhou na área como se não houvesse amanhã.

6 comentários:

Miguel Lima disse...

«
Há sorte e há azarTiago Gomes infelizmente teve muito azar: já tem 10 anos de profissional, mas a primeira expulsão da carreira no campeonato tinha logo que acontecer contra o clube que o formou. E estamos a falar de umjogador que até este jogo nunca tinha visto mais que 3 cartões namesma época. Já o dizia Lopetegui, há sorte e há azar.
»

in "o tribunal do dragão"

abr@ços
Miguel | Tomo III

André Pinto disse...

Bom, isto é guerra psicológica aberta. Pela minha parte, o campeonato é treta há muito e só tem interesse para se ver a que abismos abissais descerá a falta de vergonha. Mais uma vez - independentemente do resultado e exibição- foi mais um jogo do Benfas contra 10. Em quantos vamos? Note-se que a história em Paços se deveu a um caso anómalo, em que um árbitro assistente invectivou o árbitro principal, quando este ignorava um penalty crasso na área do Benfica. Dificilmente se repetirá a coisa, continuarão as expulsões e outras alegrias arbitrais avulsas, nesta gloriosa caminhada do clube da Luz em direcção a um título feito em estrume.

Para nós duas coisas: mostrar quem realmente é o melhor e brilhar na Europa.

André Pinto disse...

Tiro-lhe o chapéu, mister Lopetegui.

http://www.dn.pt/desporto/porto/interior.aspx?content_id=4453415&page=1

guardabel disse...

Gosto deste Lopetegui guerrilheiro que não deixa nada por dizer.

cian disse...

O Lopetegui é mais portista que o Papa, até fala latim e tudo :D dasse! Somos PORTO! ou em latim:

Nos sunt Port!

André Pinto disse...

Sim, guardabel. Aqueles 1ºs 3 meses foram um equívoco. Caso se consiga manter esta equipa e o treinador na época que vem... cuidado!