domingo, 22 de setembro de 2013

Estoril

A pressão deu frutos. O árbitro Rui Silva, envolvido no Apito Dourado e imediatamente posto debaixo de fogo pela opinião pública vermelha (da qual fazem parte muitos "jornalistas") após o momento em que se soube da sua nomeação para este jogo, quis mostrar que nada, mas mesmo nada o iria fazer favorecer o FC Porto. Não era isso que se pretendia, mas escusava é de levar tão longe a sua intenção ao ponto de nos prejudicar. Quis mostrar serviço anti-FCP e conseguiu-o com a colaboração dos seus auxiliares. Agora vai ser elogiado pelo Rui Gomes da Silva.
PS - Sim, jogámos mal grande parte do jogo. Sim, Ghilas entrou a um minuto do fim para fazer de milagreiro. Sim, a nossa defesa abriu buracos por todo o lado.

8 comentários:

Pentadragão disse...

Sim, o Otamendi e o Danilo são uma verdadeira nódoa!

NUNCA mas NUNCA me convenceram!

Ribeiro DeepBlue disse...

Jogamos uma merda.
Pronto, já disse.
Custou, mas disse.
Agora, para mudar um pouco de assunto e para esquecer as tristezas, ontem estava a ver o "Ruuuuuuuuuumble in Guimarães" onde Muhamad Jesus voltou a fazer das suas.
Não, não vi o jogo, pois quando liguei vi o Jesus a esbracejar completamente fora da área onde é suposto estar e pensei: "O meu estômago não aguenta isto".
Vi então o resumo.
O "golo do Cardozo"?!
E as murraças no fim.

Na antiguidade, algumas civilizações, após observarem o movimento de certos corpos celestes, criaram calendários. Baseavam-se essencialmente nos movimentos da Lua e do Sol.
Pois bem.
Com o JJ, poderíamos criar um calendário que iria coincidir bastante com os calendários então criados:
1. Dia. Distribuição de "vitaminas" pelos jogadores da equipa.
2. Semana. Intervalo entre pontapés na gramática em conferências de imprensa.
3. Mês. Intervalo entre agressões a um jogador adversário, jogador da própria equipa ou a um polícia.
4. Ano. Ajoelha.

Esta criatura é patética.

André Pinto disse...

Ontem, na Amoreira, houve uma péssima e uma má equipa em campo. A péssima foram os senhores do apito. A má foi o FCP. Tudo o que anteriormente havia escrito permanece, sem surpresa. Defesa aos papéis, não se vê o trabalho táctico colectivo que devia vir dos treinos. Com a excepção de Fernando, a nossa retaguarda não tem qualquer capacidade de destruir jogo. Otamendi está uma nódio incorrigível. A certa altura, o jogo tornou-se uma sucessão de contra-ataques, coisa atípica numa partida entre FCP e Estoril. Isso é inépcia no capítulo da estratégia, porque o Estoril nem devia cheirar a bola.

Jackson passa o jogo alheado das jogadas, trabalhando apenas para a finalização. Aquela entrada aos 86 minutos deve ter sido cá uma motivação para o Ghilas... Licá parece-me um grande jogador, com um defeito: falta de confiança. Quantas vezes, sendo extremo, tentou o 1x1? Quantos cruzamentos para a área fez? E estou convencido que ele tem estofo para isso.

Enfim, vêm aí o Atlético de Madrid e, ou muito me engano, nem o Mourinho mudava a forma desta equipa jogar em tão curto espaço de tempo. Por isso, segurem as calças.

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Venho há semanas patenteando a minha preocupação em relação ao momento da equipa. Este jogo não a dissipou nem um pouco.

A equipa está lenta, sem ideias na fase de construção, onde perde muitos passes e não consegue a ligação do jogo. A defender parece-me desconcentrada e até atarantada, acumulando uma série de erros primários, que a serem convenientemente explorados, poderiam ter já feito ainda mais mossa. O ataque peca por excessivos erros na recepção da bola e no desperdício de golos feitos.

A mecanização ganha-se nos treinos e assim até parece que os atletas estão lá a fazer tudo menos o que é necessário.

Terça-feira vamos ter o teste mais sério desta época e vem na pior fase, desde que começaram as competições.

Preocupação continua pois a ser o meu estado de espírito.

Um abraço

inuite disse...

eh pá ó azulado, eu bem tento aguentar-me mas tu abusas, larga a droga pá!! ddaassee, coisa mais sem trambelho!
mais vale caíres em graça, de preferência em cima do teu Mangala


culpai-de os árbitros culpai-de, a malta agradece

inuite disse...

e Bamos aos cornos ao Adelino Caldeira, que anda a fazer sombra ao nosso Guarda, não te insurges pá?
o Homem está contra o mundo

Ribeiro DeepBlue disse...

Fico feliz por saber que vossa cagalhoneza "suinuite" esta vivo.
Infelizmente, bêbado.
Mas vivo.

André Pinto disse...

Inuite, recordo-te que o primeiro a falar de arbitragem nesta última jornada foi... Leonardo Jardim. Lá se desperdiçou um bom pedaço de silêncio...